Um idoso de 83 anos foi vítima de um assalto no bairro Nova Esperança, em Guaramirim. Ele foi rendido por dois homens na tarde desta terça-feira (23) e chegou a ser trancado no banheiro da sua residência, local onde trabalha como massagista.

“Eu atendo várias pessoas em um dia. Infelizmente, não tenho como saber quem é bom e quem é ruim”, conta o senhor, que não quis se identificar com medo de alguma represália dos bandidos.

Dois homens foram até o local e, fingindo serem clientes, tocaram a campainha. Como de costume, olhou pelo espelho e abriu para a dupla, que entrou junto com uma cliente. Um dos homens pediu para ser atendido primeiro, já que estava com o braço machucado.

“Eu fiz sinal para atender ele primeiro. Quando fui ver o braço machucado, com a outra mão ele arrancou o revólver e botou embaixo do queixo”, conta a vítima.

O bandido disse para o idoso não se mexer, pois só queria o dinheiro. De acordo com a vítima, o assaltante afirmou que estava cometendo o crime porque o filho estava doente e que precisava do dinheiro para fazer o tratamento.

Enquanto o massagista era rendido por um dos bandidos, o outro rendia a outra vítima. Ele entrou com a mulher para dentro da residência e conseguiu encontrar uma quantia de dinheiro que estava guardada na casa. Outra quantia que estava na sala de massagem também foi levada.

Os dois assaltantes tentaram trancar o idoso no banheiro da área onde atende os clientes, mas o local não tinha chave. Então, a dupla trancou o massagista no banheiro da casa.

Com o revólver sempre na cabeça do idoso, o criminoso pediu que a vítima entrasse no local e trancou a porta pelo lado de fora. Apesar do clima de tensão, a dupla foi educada e não machucou a vítima. Os assaltantes pediram apenas o dinheiro, a quantia não foi revelada pelo idoso.

“Eu não tinha saída. Tinha a janela com uma bandeirola. Daí eu fiquei na ponta do pé e gritei bem alto para a vizinha. O marido dela saltou a cerca e falou que a chave estava na porta. Ele abriu e eu saí”, conta, ao lembrar que os dois homens estavam de cara limpa. “Eles eram dois rapazes jovens, tinham entre 18 e 22 anos”, afirma, ressaltando que os assaltantes eram morenos e tinham cerca de 1,70 metro.

O idoso não sabe explicar o que aconteceu com a outra cliente. Os dois bandidos fugiram e a Polícia Militar não encontrou nenhum suspeito. A Polícia Civil deve investigar o caso.

Um quase assalto

No mês de maio, o massagista foi vítima de um furto. Dois homens foram até o local no início da manhã. Segundo o idoso, ele abriu a porta para dois rapazes bem vestidos. Por ser muito cedo, a vítima foi chamada pela esposa para tomar café.

Os dois aproveitaram que estavam sozinhos no local e pegaram o dinheiro que estava em uma gaveta. “Eles me chamaram de novo e disseram que queriam ir tomar um café. Quando eu percebi, levaram o dinheiro que eu tinha aqui”, lembra.

-

Quer receber as notícias no WhatsApp?