Agentes da Polícia Rodoviária Federal trocaram tiros com uma quadrilha de assaltantes de cargas na madrugada desta quinta-feira (17), nas imediações da BR-116, em Campina Grande do Sul, região metropolitana de Curitiba. Nenhum dos policiais foi atingido. O caminhoneiro, que era mantido refém, foi libertado ileso. Ele é funcionário da empresa Tansmagna, tem 24 anos e é morador de Guaramirim. Cerca de 80% da carga, formada por roupas, brinquedos e outros produtos, foi recuperada. Os bandidos conseguiram fugir e ainda não foram localizados. O motorista, que transitava na pista sentido São Paulo da Rodovia Régis Bittencourt, foi abordado com o caminhão em movimento. Cinco homens que ocupavam um Fiat Palio de cor branca participaram da ação. Pelo menos três deles estavam armados. A abordagem dos criminosos ocorreu na altura do quilômetro 40. Sob a mira de um revólver, o caminhoneiro foi obrigado a levar o caminhão para uma estrada de terra, conhecida como Estada da Figueira, na altura do quilômetro 31, onde os assaltantes abriram o baú e começaram a saquear a carga. Por volta das 4h da madrugada, uma empresa de monitoramento detectou que o caminhão havia desviado da rota original e ligou para a Unidade Operacional Taquari da PRF.
Foto: PRF/Divulgação
Foto: PRF/Divulgação
Os policiais rodoviários federais imediatamente se deslocaram para o local, onde se depararam com o roubo ainda em andamento. Assim que avistaram os agentes da PRF, os assaltantes efetuaram disparos de armas de fogo. Os policiais revidaram e o grupo de criminosos fugiu em direção a uma área de mata. O motorista era mantido refém dentro da cabine. O valor total da carga era de R$ 120,8 mil. O caminhão saiu de Joinville com destino a São Paulo. A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia da Polícia Civil em Campina Grande do Sul.