Resumo da notícia

  • Idosa foi encontrada morta com sinais de estrangulamento
  • Suspeito do crime é um homem que havia recebido a liberdade provisória momentos antes
  • Distância entre o local do crime e o Fórum onde o suspeito estava é de cerca de 50 metros

 

Uma idosa de 72 anos foi morta por estrangulamento na última quarta-feira (20), em Curitiba, no Paraná. O principal suspeito do crime é um homem que havia recebido a liberdade provisória momentos antes.

 

 

Uma distância de cerca de 50 metros separa a residência em que o crime ocorreu e a Vara de Execuções Penais, onde o suspeito tinha recebido uma tornozeleira eletrônica.

De acordo com a polícia, após sair do Fórum, o homem invadiu a casa da idosa, na Avenida João Gualberto, no bairro Alto da Glória, e teria estrangulado a vítima com um moletom.

Por meio do monitoramento da tornozeleira eletrônica, os policiais constataram que ele ficou por cerca de 20 minutos na residência.

Vítima era cadeirante

A vítima, que era cadeirante, estava sozinha em casa - o cuidador dela, que vive em uma pequena habitação no mesmo terreno, foi quem encontrou o corpo da idosa.

Conforme a polícia, a família relatou que joias, uma televisão e um aparelho celular foram levados da residência.

Após o crime, o suspeito foi encontrado nas proximidades da casa da idosa e preso em flagrante. Ele já tinha outras passagens pela polícia.

 

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Telegram