A sessão ordinária da ALESC foi suspensa por um minuto, com silêncio absoluto, em homenagem póstuma ao soldado da Polícia Militar, Jeferson Luiz Esmeraldino. Ele, e mais um vigilante (o qual não se sabe o estado de saúde), foram baleados no assalto “cinematográfico” iniciado na noite de segunda e que perdurou a madrugada desta terça contra a agência do Banco do Brasil, na área central da cidade.

A deputada Ada de Luca, ao registrar o lamentável acontecimento e a morte do soldado, lembrou seu lema de vida: “Prefiro a paz, mas se a guerra tiver que vir que venha no meu tempo para que meus filhos tenham paz”.

Porém, A Polícia Militar de Santa Catarina emitiu uma nota desmentindo o boato da morte do soldado. Ele está na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) do Hospital São João, após ter sido baleado no abdômen.

 

Após a nota da Polícia Militar, a Deputada Estadual Ada De Luca emitiu uma nota:

Esclarecimento
A deputada estadual Ada de Luca pede desculpas aos familiares e amigos do soldado da Polícia Militar, Jeferson Luiz Esmeraldino, pela divulgação de informação equivocada sobre seu falecimento.
“Enquanto aguardamos informações oficiais, reforço os meus pedidos de oração pelo policial Jeferson, pelo vigilante que também foi atingido, e também por todos que foram afetados por essa ocorrência. Desejamos paz por Criciúma”, disse Ada, em retratação no plenário.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp