A Prefeitura de Cocal do Sul nomeou a nova diretora que assumirá a gestão da Escola de Ensino Fundamental Demétrio Bettiol, onde crianças teriam sido abusadas sexualmente por um professor, de 34 anos, que segue preso.

A partir da próxima segunda-feira (5), Morgana Silva da Cruz, é quem estará à frente dos trabalhos. A profissional até então atuava como professora do Atendimento Educacional Especializado (AEE) na mesma instituição

Morgana trabalha na Escola de Ensino Fundamental Demétrio Bettiol desde 2016 como professora e atua nesta profissão há 12 anos, passando por municípios como Urussanga e Criciúma, em escolas da rede municipal, estadual e particular.

Professora de carreira, Morgana é pedagoga, com especialização em Educação Especial e Psicopedagogia Clínica Institucional.

"O objetivo é trabalhar junto à comunidade escolar, ao lado dos pais, professores e alunos; esta é uma escola tradicional, pela qual temos um grande carinho e respeito", declara