A Polícia Civil de Joinville investiga um adestrador por maus-tratos a animais. O trabalho teve início na semana passada, após os policiais receberem denúncias sobre o caso.

Quando os agentes chegaram ao sítio denunciado, no bairro Vila Nova, encontraram sete cães que, supostamente, seriam adestrados no local.

 

 

De acordo com o delegado Paulo José Reis Venera, a ração dos cães estava jogada em meio a fezes e urina, e todos estavam em "cercados pequenos e degradantes". Além disso, ele afirmou que o calor embaixo da cobertura em que os animais ficavam era muito forte.

O delegado também disse que os policiais encontraram um dogue alemão preso em um "cubículo escuro e sujo". "Rações e fezes se misturavam, e havia apenas uma abertura por onde o cão mal conseguia passar", contou.

Policiais ouviram o latido do filhote devido a um buraco na porta | Foto: Divulgação

Um filhote foi localizado em um local escuro e fechado, mas a porta tinha um pequeno buraco, que serviu para os agentes ouvirem seus latidos. Outros cachorros resgatados apresentavam machucados.

No sítio, os policiais ainda localizaram coleiras - que serão enviadas para perícia a fim de constatar se davam choque - e uma cerca elétrica. O responsável pelo local está sendo investigado por maus-tratos.

Policiais apreenderam coleiras e uma cerca elétrica | Foto: Divulgação