Foram 55 anos de uma convivência harmoniosa e amorosa. Uma união da qual resultaram 13 filhos. Assim era o casal Aguionaldo Quadros, 79 anos, e Rozalina Quadros, 69. E de tão intensa que era a relação deles em vida, ela não resistiu ver seu companheiro de uma vida falecer. Aguionaldo morreu na quinta-feira (2), e logo em seguida, ela passou mal. Foi levada ao hospital, mas também não resistiu. No Dia de Finados, Rozalina levantou para preparar o café e foi até o quarto para chama-lo. Como Aguionaldo não respondia, a esposa ficou nervosa e imediatamente chamou a filha que mora no mesmo terreno. Rapidamente o Corpo de Bombeiros Militar foi chamado. A guarnição examinou o idoso e constatou que que a vítima estava sem vida. Ao receber a notícia do falecimento do esposo, Rozalina ficou desesperada e começou a passar mal, sendo necessário chamar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A equipe transportou a idosa ao Hospital Sagrada Família. Quando aguardavam o laudo de óbito do médico plantonista, familiares foram informados que Rozalina não resistiu e também faleceu. Segundo familiares, o casal tinha como marca registrada a união. Com informações do jornal A Gazeta.