Reportagem de Dyovana Koiwaski para o jornal O Correio do Povo Desde os seis anos de idade frequentando a Apae, Felipe Santos, agora com 22 anos, sonha em ingressar no mercado de trabalho. Para alcançar seu objetivo, ele faz aulas de educação e trabalho da instituição e está na segunda fase da iniciação profissional. Nas horas vagas, ele gosta de correr e dançar. Felipe integra o grupo de 63 alunos portadores da síndrome de Down da Apae e é um dos que mais aguardam pela “Semana Down um abraço”, marcada para começar nesta quarta-feira, às 19h30, na Acijs. Em sua quarta edição, o projeto foi instaurado como lei municipal no começo desse ano e busca chamar a atenção da sociedade para a importância da inclusão. Com o tema “Somos todos modelos de inclusão”, a semana abre com o fórum “Mundo x Mercado de Trabalho Para Pessoas com Deficiência”, ministrado pelo palestrante Roberto Pacheco. A questão, segundo o assistente social e coordenador de eventos da instituição, David Crispim, é uma das maiores dificuldades enfrentadas pelos alunos da Apae. semana DOWN - em (1) Outros alunos, como Andressa Sthinge, Jonatan Franco e Advaldo Cardoso também estão ansiosos para conferir os debates. Todos estão eles cursam educação profissional e se preparam para ingressar no mercado de trabalho. Entre eles, os desafios e sonhos são muitos. Jonatan, por exemplo, deseja trabalhar em uma pizzaria. Já Felipe vem buscando conquistar a autonomia. Ele mora no bairro São Luís e pega diariamente dois ônibus de transporte público para chegar à Apae. Projeto para levar informação Além de divulgar e esclarecer sobre a Síndrome de Down, desmistificando a visão comum em relação à deficiência, o projeto tenta preparar a sociedade para viver de forma harmônica e ética com as diferenças. Em 2014, um grupo de pais portadores da síndrome solicitou ao assistente social da Apae, David Crispim, que organizasse um evento que trouxesse à tona as barreiras que precisam ser superadas no município. “Assim, não teriam que se deslocar até outras cidades que promovem esses fóruns”, explica. O desafio no primeiro momento foi pensar em um nome que acolhesse toda a causa. “No caminho para casa, lembrei que os portadores de Down são muito afetuosos, estão sempre nos abraçando”, observa. O artista Luciano Martins foi o responsável pela criação da logo. De lá para cá, outras Apaes do estado e do Rio Grande do Sul vem solicitando o slogan para utilizarem em suas campanhas em alusão ao Dia Internacional da Síndrome de Down, comemorado no dia 21 de março.
Apae prepara seus alunos para inserção no mercado de trabalho. (Foto: Eduardo Montecino)
Apae prepara seus alunos para inserção no mercado de trabalho. (Foto: Eduardo Montecino)
Para Crispim, a semana de conscientização é importante porque faltam informações sobre o que é a síndrome e como lidar com ela, inclusive, na hora do nascimento nos hospitais. “É necessário um processo de humanização. As pessoas não têm noção do número de portadores que existe”, avalia o assistente social. Podem participar das palestras os pais, alunos e sociedade em geral. A Apae também está comercializando camisetas e guarda-chuvas personalizados por R$ 25 e R$ 35, respectivamente, para arrecadar fundos para a iniciativa. Veja abaixo a programação completa:Quarta-feira (15) – Abertura da Semana Down um Abraço, às 19h30 na Acijs. Promoção do fórum Mundo x Mercado de Trabalho Para Pessoas com Deficiência, com Roberto Pacheco • Quinta-feira (16) – Sacra Down, no Sacramentum Pub, no valor de R$ 10 (renda revertida à Apae). Apresentação das bandas Princípio Ativo e Oboogle. Premiação do concurso de poesia na instituição durante à tarde • Sexta-feira (17) – Escolha do Garoto e Garota Down 2017, às 18h, na Apae • Sábado (18) – 3ª Caminhada Down, com concentração às 8h30, na Praça Ângelo Piazera • Domingo (19) – Celebração de ação de graças em toda comunidade religiosa de Jaraguá do Sul • Segunda-feira (20) – Exposição e visitação na Apae, das 7h30 às 16h30 • Terça-feira (21) – palestra Expectativas em relação à pessoa com Síndrome de Down, com Dr. Guilherme Colin, às 19h30, na Acijs.