Na tarde desta quarta-feira (7), foi localizado por familiares de Luciane Vieira Kochéla de 39 anos, às margens do rio onde o carro foi encontrado, cartelas de remédios indutores do sono e antidepressivos que seriam da vítima. Em uma cartela havia apenas um remédio e em outra três.

Além dos remédios também foi encontrado um rolo de fita. Ao que tudo indica ela pode ter tomado os remédios para dormir, supostamente amarrado os pés e se jogados.

Os bombeiros fizeram buscas por toda região que não tem grande profundidade mas até o momento nada foi encontrado.

Ela foi dada como desaparecida pela família na segunda-feira (5) em Jaraguá do Sul.

As buscas estão concentradas nas proximidades da Rua Afonso Piazeira no bairro Amizade, onde foi encontrado o carro que Luciane dirigia quando desapareceu.

No interior do veículo, a polícia descobriu um bilhete contendo uma mensagem direcionada ao marido.

Familiares de Luciane Vieira Kochela também acompanham as buscas no local.

Entenda o caso

O veículo foi visto pela última vez pelas câmeras monitoradas pela Central Regional do 14º Batalhão de Polícia Militar por volta das 16h.

O carro passou pela rua Roberto Ziemann, nas proximidades do supermercado Amizade, no bairro Amizade, e não foi mais visto pelo sistema de monitoramento.

A família está muito preocupada porque Luciane tem um quadro de depressão pós-parto. Ela trabalhava em uma empresa do ramo têxtil, mas precisou sair para cuidar do filho recém-nascido, atualmente com seis meses de idade. Como estava com esse problema psicológico, estava tomando medicação.

Um boletim de ocorrência foi registrado na Polícia Civil pelo marido de Luciane. Informações podem ser repassadas para a família através dos números (47) 9 8815-1610, (47) 3370-8386, também pelo 190 (Polícia Militar) e pelo 181 (Polícia Civil).

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?