O acidente fatal na PR-472 tem gerado grande repercussão em Jaraguá do Sul após a confirmação da morte da professora Lucia Fukushima Nishigawa, de 39 anos, que morava em um condomínio no bairro Amizade. Lucia era professora da Escola Elza Granzotto Feraz, no bairro Santa Luzia.

A professora viajou com seus dois filhos de 01 ano e 04 anos, respectivamente, para o Paraná onde moram seus familiares. Durante a batida, Lucia Nishigawa, os filhos e os pais, Karou Fukushima e Isaura Fukushima, estavam dentro do veículo. Os cinco ocupantes do Gol morreram.

A mãe de Lucia Nishigawa é a quinta vítima do acidente. Isaura Kaoru Fukushima, de 75 anos, foi socorrida, mas morreu no hospital horas depois, segundo informações do Instituto Médico Legal (IML) de Campo Mourão.

Outras três pessoas, que estavam no veículo Spin, ficaram feridas e foram levadas para hospitais da região noroeste. Duas delas em estado grave.

No perfil pessoal do Facebook da professora, amigos e alunos lamentam a morte da professora "vai deixar saudades", "descanse em paz prô, "Deus conforte o coração da família" e "umas das melhores professora".

 

"Todo mundo tem um professor no qual se inspira e, toda vez que alguém me perguntava quem foi o professor que mais marcou minha vida, sempre lembro dela, falo dela. A pessoa que me fez amar a Biologia, que me ensinou a fazer as coisas sempre com amor [...] agradeço a Deus por ter tido a oportunidade de ter passado tanto tempo ao teu lado, por ter tido você como professora. Eu te amo do fundo do meu coração", comenta Yasmim Hesper.

 

Que dia horrível, dia que se foi a professora que amava o que fazia dava broncas se precisasse que se precisasse de ajuda ela tava ali do seu lado, perdemos uma grande professora... novas gerações não vão ter professora melhor que ela", destaca Thalia Sieves.
"É dificil ainda de acreditar, dificil de escrever sobre isso por que pensamos que pessoas boas deveriam ser eternas ou gostariamos pelo menos que vivessem mais do que a média, e por mais jovem que vc fosse viveu o suficiente pra ser inesquecível pra muita gente, oque vou dizer sobre vc né, vc é simplismente inexplicável!", comenta a bancaria Liliana Weiss.
"Ela nos chamava de "Turminha nervosa ". Vai deixar saudades . Hoje o dia acordou mais triste com a notícia de que perdemos uma pessoa muito especial e uma grande profissional. Eu tive a sorte de ter tido uma professora tão incrível como ela e posso dizer que com certeza fará muita falta. Sentirei muitas saudades não só das suas aulas, mas de conversar com você. É muito triste que você tenha partido assim. Hoje, todos seus alunos estão de luto. Sentirei saudades, professora Lucia", registrou Dgiovana Nayara.
Umas das melhores professora que ja tive, que fazia eu estudar com prazer, me aconselhou com muitas coisas boas, nos deixou, descansa em paz Professora Lucia Fukushima Nishigawa" disse Guilherme da Silva Pereira.

O acidente

De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), o veículo Gol, com os cinco ocupantes, bateu em um trator que trafegava na pista e atingiu um outro carro, modelo Spin. Os dois veículos ficaram completamente destruídos, um deles capotou.

Foto: Divulgação

O condutor do trator não ficou no local, mas foi localizado horas depois em uma propriedade rural de Goioerê. A PRE informou que o trecho entre Goioerê e Rancho Alegre do Oeste é bem sinalizado e que apura o motivo do acidente.

Foto: Divulgação

Segundo informações, o marido da professora, Kleiton Nishigawa, permaneceu em Jaraguá do Sul por conta do trabalho secular, e viajou de ônibus para o Paraná para buscar uma das crianças que apresentava sinais gripais. Já na cidade, ficou sabendo da morte da família e se deslocou para o IML para fazer o reconhecimento dos corpos, previsto para às 13h20.

O sepultamento das vítimas do acidente será realizado no domingo (30) em Goiorê às 12h, e o enterro em um cemitério em Maringá às 18h.

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Telegram