Uma assembleia na frente do prédio da Reitoria da Universidade Federal de Santa Catarina, em Florianópolis, decidiu pela greve dos estudantes nesta terça-feira (10). O movimento quer pressionar o governo federal a liberar recursos bloqueados no orçamento da universidade, que inviabilização as atividades acadêmicas.

Na semana passada, após reunião do Conselho Universtiário (CUn), os professores e gestores da UFSC haviam decidido entrar em estado de greve. Além disso, disseram não ao projeto Future-se, que prevê parceria de empresas privadas em pesquisas acadêmicas.

A greve dos alunos é por tempo indeterminado e o movimento pode ganhar corpo em outras universidades federais do Brasil.

Receba as notícias do OCP no WhatsApp: