Alunos da Escola Francisco Solamon comem produtos da horta da escola

Juiz Luiz Mendonça, zelador | Foto: Divulgação/PMJS

Por: Elissandro Sutil

25/06/2021 - 13:06 - Atualizada em: 25/06/2021 - 13:43

Os canteiros com mato não agradaram o diretor Maurício Berti quando ele assumiu, no início do ano, a Escola Municipal de Educação Básica Professor Francisco Solamon, no bairro Santo Antônio.

Conversando com a equipe de administração e com o zelador Jair Luiz Mendonça, Berti conseguiu o apoio de que precisava para reativar os canteiros e voltar a plantar hortaliças. E não demorou para colher os resultados.

Com a dedicação do senhor Jair, que vinha à escola até nos fins de semana para regar os pés de alface, mais de cem pés foram colhidos, depois de 60 dias de cuidados, e fizeram parte da merenda de todos os alunos, tanto da manhã quanto da tarde.

“Ainda sobraram muitos alfaces e os distribuímos entre os alunos, para levarem para a casa. Eles valorizaram ainda mais esse alimento, sabendo que tinha sido cultivado na horta da escola e sem agrotóxico”, conta o diretor.

A aluna do 4º ano Alice Santos Lima, nove anos, e seu colega Matheus Felipe de Souza de Mello amam a hortaliça e mandam ver no alface, sendo com ou sem tempero.

“Ele tem um gosto bom. Em casa ajudo a plantar na minha horta”, conta Matheus. Alice confessa que enche o prato mais com o alface do que com qualquer outra comida. “Minha mãe diz que eu tenho que reservar uma parte do prato para o restante. Se não, é só alface. De tanto que eu gosto”, ri.

Alice Santos Lima e Matheus Felipe de Souza de Mello, alunos da escola Francisco Solamon | Foto: Divulgação/PMJS

Dicas do seu Jair para colher um belo alface da horta

Juiz Luiz Mendonça, zelador | Foto: Divulgação/PMJS

1. Preparar bem a terra com esterco de galinha e serragem
2. Regar sempre e nunca de manhã, só à tarde. Para evitar que a folha queime com o sol do meio-dia.
3. Limpar os matos e folhas mortas.
4. Depois de uns 60 a 80 dias você vai colher um alface delicioso.