Águas baixam em Itajaí, mas Defesa Civil segue em alerta neste sábado devido a maré e deslizamentos

Foto: Marcos Porto

Por: Luan Tamanini

14/10/2023 - 13:10 - Atualizada em: 14/10/2023 - 13:33

A Defesa Civil de Itajaí segue em situação de emergência neste sábado (14) e monitora os níveis dos rios e as condições do tempo para orientar a população. Nesta manhã, as águas baixaram bastante e há poucos pontos de alagamentos em áreas ribeirinhas e mais baixas da cidade. Conforme o órgão de proteção e segurança, a tendência é que não ocorram novas inundações devido à normalização dos níveis dos rios e melhora no tempo, porém a atenção deve ser redobrada nos picos de maré. O risco também continua alto para deslizamentos em áreas de encosta.

Durante a madrugada deste sábado apenas uma ocorrência foi registrada, um resgate de pessoa no bairro Cordeiros. No dia anterior, o Sistema de Comando de Operações (SCO) no Centreventos de Itajaí registrou um total de 260 ocorrências e alagamentos em 149 ruas do município. A orientação é que os moradores ainda fiquem atentos aos picos de maré previstos para as 14h deste sábado e às 2h10 de domingo (15), quando os rios podem atingir nível de emergência.

As equipes do Município seguem nas ruas para atendimento à comunidade atingida e o acolhimento aos desabrigados continua. Seis abrigos estão ativos em cinco bairros da cidade. Os espaços ofertam colchões, cobertores, alimentação, chuveiros e itens de higiene pessoal. Há um total de 579 pessoas abrigadas na manhã deste sábado (14).

Os espaços estão localizados nos seguintes pontos: Salão da Igreja São Cristóvão, no Cordeiros; Salão da Igreja São Vicente de Paulo, no São Vicente; Colégio Salesiano (com acessibilidade), no Centro; Salão da Igreja São João, no São João; Clube Tiradentes, também no bairro São João; e Salão da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, na Fazenda. Cinco destes espaços estão lotados (Salões paroquiais do Cordeiros, São Vicente e São João, Colégio Salesiano (com acessibilidade) e Clube Tiradentes) e o abrigo na Fazenda ainda pode receber moradores que necessitarem.

Centenas de servidores de diversos órgãos municipais e voluntários se revezam no atendimento aos desabrigados e contam com apoio de donativos da população. Os locais ainda contam com o suporte de equipes da Secretaria Municipal de Saúde, compostas por médicos, enfermeiros e técnicos.

Previsão do tempo

No sábado (14), o tempo se mantém firme em grande parte do estado, apesar da maior quantidade de nuvens. Especialmente do Litoral Norte, a circulação de umidade oceânica ainda favorece a ocorrência de chuvas fracas/chuviscos passageiros.

Já no domingo (15), uma área de baixa pressão atmosférica volta a instabilizar o tempo de forma gradativa em Santa Catarina. O risco é baixo a moderado para ocorrências relacionadas às chuvas, mas continua alto para deslizamentos.

A Defesa Civil e as equipes do Município seguem monitorando a situação e de prontidão para atender a comunidade. Em caso de emergências, ligue para 199 ou 193. Atualizações sobre níveis dos rios, chuvas, marés e alertas estão disponíveis em defesacivil.itajai.sc.gov.br.

Nível dos rios e barragens

Apesar da previsão de tempo mais firme ao longo deste sábado, o Município continuará recebendo as águas das cidades de Blumenau e Brusque. O rio Itajaí-Mirim na última medição realizada às 9h apontou para 2,60 metros. Já em Blumenau a medição efetuada no mesmo horário no rio Itajaí-Açu marcou 8,00 metros.

Pela primeira vez na história, na noite de sexta-feira (13), às 22h05, ocorreu o vertimento da Barragem Norte em José Boiteux. O reservatório tem capacidade de armazenamento de até 357 milhões de metros cúbicos de água. É importante destacar que o vertimento das barragens é uma operação controlada e monitorada por equipe técnica. Os níveis dos rios do Médio Vale do Itajaí estão em declínio e o efeito do vertimento não deve alterar esta tendência.

Já as barragens de Taió e Ituporanga seguem com as comportas fechadas pela Defesa Civil de Santa Catarina. As duas estão com a capacidade máxima e vertendo. A barragem de Taió armazena o volume de 100 milhões de metros cúbicos de água. Já Ituporanga suporta 110 milhões de metros cúbicos de água.