Um grupo se reuniu nas em protesto nas proximidades da rotatória que dá acesso à SC-415, em Massaranduba. Motoristas de caminhão e agricultores que não concordam com os preços praticados pela Petrobrás atualmente estão parando veículos de carga SC-108. Desde as 9h, os caminhões estão sendo desviados para o pátio do posto Zandoná. Passam apenas carros ônibus e veículos de emergência.

Cerca de 50 agricultores participam da manifestação. “Tem que participar para ver se alguma coisa muda no Brasil. Do jeito que está não dá. Estamos quase pagando para trabalha. O objetivo é parar. Caminhão não passa aqui. Todo mundo deveria entender. Quem sabe se as coisas começarem a falta, eles vão entender”, destaca o agricultor de Massaranduba Acir Tassi.

Cerca de 50 agricultores participam do movimento | Foto: Reprodução Whatsapp/OCP

Kelvin Cristofolini, caminhoneiro autônomo de Guaramirim e organizador da movimentação na região, disse que o movimento vai para a cidade nesta tarde. Na tarde de segunda, um bloqueio parcial foi feito por três horas. “É uma movimentação nacional pacífica, só estamos bloqueando veículos de carga. O custo do transporte aumentou cerca de 40% nos últimos 12 meses. Hoje, um autônomo perde cerca de R$ 5 mil por mês. “Não é uma greve, é uma manifestação. O governo aumentou cinco vezes o combustível em sete dias”, lamenta Cristofolini.

De acordo com a organização, a manifestação não tem hora para acabar. Em cerca de uma hora e meia de movimentação, cerca de 100 veículos de carga já estavam no pátio do posto “O pessoal está aderindo legal. Vamos encher os pátios da região. Os mercados precisam ficar vazios. Não vai passar ninguém”, comenta.

*Com a colaboração da repórter Adriele Evarini.