Agentes do setor de inteligência da 1ª Delegacia de Polícia de Araranguá, com apoio do delegado Luís Otávio Pohlmann, prenderam na tarde desta terça-feira, um agente penitenciário temporário levando anabolizantes e munições de pistola 9mm para um foragido do Presídio Regional de Araranguá.

Segundo levantamentos, há aproximadamente um mês o setor de inteligência da 1ª DP recebeu informações de que o agente estava oferecendo armas, munições e drogas para os presos do Presídio Regional de Araranguá, onde trabalha há cerca de dois anos.

Investigação

Desde então, um intenso trabalho de investigação foi iniciado.

Na tarde de hoje chegou ao conhecimento dos policiais civis de que o investigado iria fazer uma entrega de arma e munições para um foragido do sistema prisional, com o ponto de encontro na localidade de Sanga da Toca.

De imediato, os agentes da Polícia Civil e o delegado Luís Otávio se deslocaram pela BR-101, visualizando o veículo do suspeito seguindo pela rodovia federal, sentido Sul.

O acompanhamento foi realizado e, ao passar pelo posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o veículo Jetta, de cor prata, foi interceptado.

Em revista veicular, os policias localizaram 100 munições calibre 9mm, 40 comprimidos de Oximetolona 50 mg e 100 comprimidos de Stanozolol 10mg, todos esteroides anabolizantes.

Enquanto a abordagem era realizada, a Polícia Militar se fez presente no local, pois também havia recebido a informação de que o suspeito entregaria munições para Silas Maciel Narciso, recapturado momentos antes.

Voz de prisão

O homem recebeu voz de prisão e foi encaminhado à Central de Plantão Policial de Araranguá.

Enquanto o flagrante era realizado foi expedido um mandado de busca e apreensão para a residência do ACT.

No local foram encontrados três comprimidos de Cytotec, que é indutor ao aborto.

O agente temporário foi autuado pelos crimes de comércio ilegal de munições, tráfico de drogas e venda de substância sem registro nos órgãos competentes.

*Fonte: Karin Mariana/Portal Agora