Há dois anos no comando da Polícia Civil na região de Jaraguá do Sul, o delegado Adriano Spolaor será mantido na chefia da 15ª Delegacia Regional de Polícia (15ª DRP) na próxima gestão. O delegado regional recebeu a informação do diretor de Polícia do Litoral e delegado-geral adjunto, Luiz Ângelo Moreira, manhã deste sábado (29).

“É com muita alegria que eu recebo essa notícia. Estou em Jaraguá do Sul há dez anos, sete anos e meio na Delegacia de Polícia da Comarca e dois anos e meio na Delegacia Regional de Polícia. Estou muito grato e muito feliz por poder dar essa continuidade no nosso trabalho. Tenham certeza que vou dar o melhor de mim para construir uma Polícia Civil mais forte na nossa região”, destaca, ao agradecer o novo delegado-geral da Polícia Civil, Paulo Koerich, pela confiança.

Assim que assumiu a 15ª DRP, Adriano esteve a frente de diversos projetos que melhoraram o atendimento aos munícipes e o trabalho dos policiais civis.  A emissão imediata do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo, o agendamento eletrônico para emissão de carteiras de identidade e a implantação do novo modelo de atendimento na Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran), que acabou com as filas no processo de retirada da carteira de motorista.

Além da reforma do atual prédio da Delegacia de Polícia da Comarca de Jaraguá do Sul, Adriano é responsável pela modernização do imóvel da 15ª Delegacia Regional de Polícia Civil. Além da implantação da acessibilidade, com instalação de um elevador e construção de rampas de acesso, a parte externa será reestilizada e a entrada será transferida para a rua Martim Stahl. O investimento feito através do Convênio de Trânsito é de R$ 800 mil.

Dificuldades e novos planos

O delegado regional aponta que a principal dificuldade da Polícia Civil na região é a falta de efetivo. Ele explica que a parte de equipamentos e viaturas está muito bem suprida, inclusive com a previsão de compra quatro novos veículos e aluguel de outros dois carros. “Não existe problema estrutural. Nós estamos no meio da reforma da DRP, com o projeto de construção da nova delegacia de Massaranduba, e da reforma da delegacia de Corupá”, explica.

Outra grande ação em fase de planejamento é a estruturação de um complexo de Polícia Civil em Jaraguá do Sul, uma das prioridades da gestão. A construção da nova sede da 15ª Delegacia Regional de Polícia Civil está no projeto e já tem terreno garantido ao lado do atual prédio. Com a construção do novo imóvel, a Delegacia de Polícia da Comarca ocupa o antigo local e a Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI) vai para o prédio da delegacia.

Spolaor lamenta a falta de policiais, mas ressalta que é um problema enfrentado em todo o Estado. O delegado regional salienta que é uma questão que está sendo melhorada e que tem muito a melhorar. Para ele, a vinda de mais policiais para a região é outra bandeira da gestão do delegado regional na 15ª DRP.

Combate à corrupção

Um esquema que facilitava os testes práticos de direção em Jaraguá do Sul e região foi descoberto durante a gestão de Splaor. Uma investigação foi aberta e o policial civil Jonas Bonifácio de Souza preso. As autoescolas Sinal Verde, Lessmann, Piloto e Marquardt, foram fechadas pelo Departamento de Trânsito de Santa Catarina. O Ministério Público de Santa Catarina continua as investigações sobre as outras empresas que atuam na região.

Jonas recebia R$ 5 por cada aluno aprovado e, segundo a investigação, realizou a cobrança durante os últimos dez anos. “Essa questão está resolvida. Eu acredito que foi um episódio lamentável, uma coisa que vinha de anos. Mas foi algo muito necessário que houvesse essa investigação. O importante é não ter corrupção de nenhum tipo em nossa polícia e a população não se prejudicada”, analisa.

O delegado regional anota que o processo de aplicação dos testes voltou a ser rigoroso e há a certeza que os alunos aprovados hoje estão aptos a dirigir um veículo. “Nós não sabemos quais o que pode ter causado essa facilitação durante todos esses anos. Nunca vamos saber, mas acredito que muitos acidentes poderiam ser evitados”, frisa.

Quer receber as notícias no WhatsApp?