A Polícia Civil se manifestou sobre a ameaça de atentado à Escola João Roberto Moreira, em São Domingos, no Oeste de Santa Catarina. Policiais civis e militares foram mobilizados para atender um suposto atentado na manhã desta segunda-feira (17).

Mas conforme o delegado de Polícia Wilherm Negrão informou, não passou de uma irresponsabilidade dos sete adolescentes envolvidos no caso, que quiseram tumultuar o ambiente escolar.

Negrão não repassou muitos detalhes para não dar "mídia" à brincadeira. Veja abaixo as informações:

 

Nota oficial enviada pela Polícia Civil:

 

ANTES QUE VIRE MODA!

Vimos divulgação através da mídia acerca de um episódio ocorrido na manhã de hoje numa escola em São Domingos/SC.

Na verdade, os adolescentes, por mera bravata, na crista da onda do lastimável acontecimento ocorrido em Saudades/SC, quiseram, pela irresponsabilidade e falta de maturidade condizentes à idade, tumultuar o ambiente escolar. Nada mais. Nada de arma(s), nada de agressão(ões), nada! Todos eles (sete, num total) foram conduzidos até a Delegacia de Polícia Civil para instauração de Auto de Apuração de Ato Infracional por conduta análoga ao crime de ameaça.

Após ouvidos, todos eles foram liberados para seus pais/responsáveis, sob termo de compromisso e responsabilidade de sua apresentação ao representante do Ministério Público.

Faremos tão só esse esclarecimento breve à imprensa, sem nada expor em nossa página na rede social, para não fazer plateia para esse tipo de atitude leviana.