Um adolescente de 16 anos morreu durante motim no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Timbaúba (PE), na Zona da Mata pernambucana, a cerca de 100 quilômetros da capital, Recife.

Doze jovens que cumprem medida socioeducativa na unidade aproveitaram a confusão para escapar e ainda não foram localizados.

A rebelião aconteceu por volta das 22h30 desta quinta-feira (20).

Segundo a Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), os internos atearam fogo em colchões espalhados pelas vias de acesso a uma das alas da unidade, dificultando a ação dos agentes socioeducativos.

A Polícia Militar foi acionada para atender ajudar a conter o motim e segue tentando localizar os 12 adolescentes que escaparam.

De acordo com a Funase, o Case de Timbaúba tem capacidade para atender a até 60 adolescentes e, quando a confusão começou, abrigava a 57 internos.

O adolescente não teve o nome divulgado. O corpo foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal de Timbaúba, onde a causa do óbito está sendo investigada.

A Funase informou que já entrou em contato com a família do garoto e que prestará toda a assistência necessária.

*Com informações da Agência Brasil.