Uma força-tarefa formada por PRF (Polícia Rodoviária Federal), Cidasc (Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina), Vigilância Sanitária Municipal, Receita Estadual e Polícia Militar Ambiental fechou na manhã de quarta-feira (28), em Balneário Camboriú, uma fábrica irregular de inseticida de uso doméstico.
Foto PRF/Divulgação
Segundo a PRF, apesar de ser vendido em agropecuárias e mercados da região, o produto não tinha registro da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). A fábrica também não possui licença ambiental para operar.
No local, os funcionários trabalhavam sem equipamentos proteção individual para manusear os produtos químicos, e não havia dispositivos de segurança obrigatórios para evitar danos ao meio ambiente, informou a PRF.
Foto PRF/Divulgação
A fábrica foi lacrada. O proprietário foi multado pela Vigilância Sanitária de Balneário Camboriú e vai responder por produzir e comercializar produto tóxico em desacordo com as normas ambientais.