O 9º Batalhão da Polícia Militar (9º BPM) de Criciúma foi contemplado com 87 lanternas adquiridas com recursos do Poder Judiciário, por intermédio do Conselho da Comunidade de Criciúma, que fez a doação do valor para aquisição.

O valor do investimento foi de aproximadamente R$ 25 mil.

Participaram da entrega, a juíza da Vara de Execuções Penais da Comarca de Criciúma, Débora Driwin Rieger Zanini, e a presidente do Conselho, Ilda da Silva Del Ponte, que estiveram no 9º BPM na manhã de quinta-feira para entregar e conhecer os equipamentos recém-chegados.

“O policial trabalha constantemente em ambientes com baixa luminosidade, até mesmo durante o dia. A lanterna é um acessório essencial para a segurança e o sucesso das ações policiais”, agradeceu o comandante do 9ªBPM, tenente-coronel Sandi Murís de Medeiros Sartor.

O modelo da lanterna é compacto, resistente a choques e à prova d’água, muito adequado ao uso policial militar, na qual irá atender tanto os policiais que atuam na radiopatrulha, como também as guarnições especializadas.

O uso do acessório irá permitir uma melhor condição de trabalho ao policial, principalmente no atendimento de ocorrências em situações de baixa luminosidade, com a utilização de lanternas individuais de alta qualidade.