Mais de 220 agentes de segurança se envolveram na operação | Foto Divulgação/Polícia Civil

Mais de 220 agentes de segurança se envolveram na operação | Foto Divulgação/Polícia Civil

Uma megaoperação policial terminou com a prisão de 38 pessoas, nesta quarta-feira (19), em Joinville. Todas moram ou estavam em um condomínio residencial popular, no bairro Boehmerwald, zona Sul de Joinville.

Elas são acusadas de furtarem energia elétrica da Celesc (Centrais Elétricas de Santa Catarina). Durante a operação também foram detidas pessoas por posse irregular de arma de fogo e tráfico de drogas.

A operação teve início na primeira hora da manhã e recebeu o nome de “Promêthéus II”. Mais de 224 agentes de segurança, entre Polícia Civil, Militar, Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime organizado) e técnicos do IGP (Instituto Geral de Perícias) deram apoio às equipes da Celesc que vistoriaram as ligações elétricas de todo o condomínio.

No final, foram encontradas ligações irregulares de energia elétrica em 20 dos 31 blocos do condomínio. Em pelo menos 57 apartamentos havia ligações clandestinas de energia.

Foi preciso um ônibus para conduzir todos os detidos à Central de Plantão Policial de Joinville. Se condenados, os acusados de furtar energia elétrica podem pegar de um a quatro anos de prisão.

Quer receber as notícias no WhatsApp?