Foto: Polícia Civil

Foto: Polícia Civil

Pelo menos 22 pessoas, entre 20 e 35 anos, foram presas por meio de mandados de prisões temporárias e por flagrantes de delitos em operação denominada "Headhunters" deflagrada pela Polícia Civil, na manhã desta quinta-feira (12), nos morros da Caixa e da Maloca, na região Continental de Florianópolis.

A operação faz parte de investigação que vêm sendo tocada pela Central de Investigação do Continente (Cicon) cujo objetivo é desmantelar as facções que atuam com tráfico de drogas nessas áreas mais vulneráveis.

Segundo o delegado João Adolpho Fleury Castilho, os principais líderes dessas organizações criminosas já foram presos. A intenção agora é identificar as pessoas ligadas a essas lideranças que dão continuidade à rede de tráfico fora da cadeia.

Para esta operação, a Justiça expediu 35 mandados de busca e apreensão e 26 mandados de prisões temporárias. Alguns dos suspeitos não foram encontrados. As prisões ocorreram principalmente por tráfico de drogas e posse de arma de fogo ou assessórios de arma de fogo.

As investigações também incluem disparos de arma de fogo que ocorrem com frequência na região e assustam os moradores. Quase R$ 20 mil em espécie foram apreendidos pela polícia. O dinheiro seria proveniente do tráfico de drogas.

"As prisões são temporárias para investigação. Quando finalizar o inquérito, elas serão convertidas em preventivas. A equipe vem fazendo uma série de prisões, essa já é a terceira fase de operação", destacou Fleury Castilho.

Cães policiais também trabalharam na operação | Foto: Polícia Civil

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?