A 12ª RPM (Região de Polícia Militar) busca o apoio das prefeituras para ampliar a assistência social aos policiais militares dos oito municípios.

Um dos convênios está em fase de tratativas com a Secretaria Municipal de Assistência Social de Jaraguá do Sul.

Neste mês, duas reuniões foram realizadas para o desenvolvimento do projeto, que busca dar bem-estar físico, psicológico e social aos PMs.

O comandante da 12ª RPM, tenente-coronel Márcio Leandro Reisdorfer, destaca que a ideia é ampliar a assistência social para o policial militar e sua família.

“Nós estamos entrando em contato com as prefeituras que fazem parte da área do 14º e 23ª batalhões de Polícia Militar. Com isso, estamos verificando o que cada município pode ofertar para os policiais militares e suas famílias”, explica.

Os PMs têm uma das profissões mais estressantes, pois lidam com situações de conflito com a ordem social.

A situação foi agravada pela atuação direta das forças de segurança na linha de frente da pandemia do novo coronavírus.

O tenente-coronel destaca que a pandemia do novo coronavírus trouxe desafios para todos.

De acordo com Reisdorfer, a sociedade está diferente e o PM, como ente desse grupo, também foi afetado.

"Isso mostra ainda mais a importância de um atendimento social multidisciplinar para os policiais militares e as suas famílias. Essa é uma demanda antiga e que agora está inserida no nosso planejamento estratégico”, finaliza.