Se nos pavilhões da 31ª da Schützenfest o que prevalece é o espírito de confraternização e alegria, nos estandes de tiro o que reina é a concentração.

Olho fixo no alvo, respiração controlada e muita dedicação são as principais características para se destacar na modalidade.

Desde a abertura oficial, 43.132 tiros foram disparados pelos amantes da prática que atraiu até mesmo grandes nomes como o casal estrela do tiro esportivo, Felipe Wu e Rosane Budag, sendo Felipe medalhista nas Olimpíadas do Rio de Janeiro.

Se depender do bom trabalho desempenhado pelos organizadores, a expectativa é receber ainda mais disparos até o dia 17 de novembro, data final da festa.

“Estamos muito focados no bom atendimento para o público porque sabemos que se a recepção é boa, o pessoal voltará mais vezes”, salienta o diretor de tiro da Schützenfest, João Amazonas Pickisius.

Felipe Wu (esquerda) também se arriscou na modalidade desportiva | Foto: Gabriel Vieira/PMJ/Divulgação

Segundo o presidente da Comissão Central Organizadora, Alcides Pavanello, somente na noite da última terça-feira (12), cinco mil pessoas estiveram presentes nos 24 espaços disponibilizados para a prática do tiro nesta edição.

Para o próximo ano, ele revela que o intuito é aumentar o número de estandes para dar mais comodidade às pessoas que praticam o tiro.

“Milhares de disparos foram efetuados nestes dias e sentimos que a verdadeira essência da festa está acontecendo dentro das nossas expectativas”, comemora Pavanello.

Resgatando a história

A tradição do tiro em Jaraguá do Sul começou com os primeiros colonizadores alemães na região. A prática do tiro esportivo na cidade se fortaleceu durante gerações com a criação das sociedades que organizavam as suas próprias competições.

Em Jaraguá do Sul, o primeiro grupo a iniciar o esporte foi a “Sociedade de Atiradores Jaraguá” em meados de 1906.

Estandes de tiro da Schützenfest em 1992. | Foto Arquivo Histórico de Jaraguá do Sul

Em seguida, surgiram outros grupos como Sociedade de Atiradores Dr. Lauro Muller (1916), Sociedade de Atiradores e Sport Rio Cerro II (1916), Sociedade de Atiradores Einigkeit (União) (1928), Sociedade de Atiradores Concórdia (1931), Sociedade de Atiradores Progresso (1952), Sociedade Desportiva e Recreativa Boa Esperança (1952), entre outras.

Dentro da tradição do tiro estava também a Busca do Rei e da Rainha que, ao final dos campeonatos, eram coroados.

No entanto, a partir de 1938 as associações tiveram que se adequar durante a Campanha de Nacionalização criada pelo Governo Vargas que proibia a população falar e escrever em alemão.

Foto Arquivo Histórico de Jaraguá do Sul

Na época, muitas sedes de sociedades foram tomadas por militares, tendo documentação, armas e bandeiras recolhidas.

Após a guerra, os grupos, aos poucos, foram se reconstituindo. Em meados da década de 1980, algumas sociedades do interior iniciaram reuniões para a realização de uma grande festa entre os grupos da região.

A iniciativa se ampliou e, em 18 março de 1989, nascia a primeira Schützenfest, a grande Festa dos Atiradores de Jaraguá do Sul com o objetivo de manter as tradições germânicas e integrar toda a comunidade.

“A tradição tem se mantido até hoje. Por isso, em todas as edições é feito na abertura do evento toda a solenidade das marchas, reverenciando o rei e a rainha do tiro. É uma forma de recordar o que já se fazia antigamente”, explica Alcides Pavanello.

Confira os horários dos estandes de tiro

Quinta-feira (14) |

  • Horário: Das 18h à 0h

Sexta-feira (15)

  • Horário: Das 12h à 0h

Sábado (16)

  • Horário: Da 12h à 0h

Domingo (17)

  • Horário: Das 12 às 17h

Observação: Menores de 12 anos de idade deverão estar acompanhados dos pais ou responsáveis para praticar as modalidades de tiro (Seta e Chumbinho).

Veja a programação desta quarta, quinta e sexta-feira:

Quarta-feira (13) | Horário: 11h às 0h | Entrada Livre até às 18h | Após, R$ 8

  • 13h Musical JS
  • 13h Grupo Musical Recordando o Passado
  • 17h Banda Die Tal Buben
  • 19h Musical Freud Music
  • 20h Banda XV Show
  • 21h Grupo Folclórico Juvenil Grünnes Tal
  • 21h15 Marcha das Majestades

Quinta-feira (14) | Horário: 18h à 4h - R$ 15

  • 18h Musical JS
  • 19h30 Trio Musical Edelweiss
  • 20h Orquestra La Montanara
  • 21h Grupo Folclórico Infanto- Juvenil Günes Tal
  • 21h15 Marcha das Majestades
  • 22h Linos Orquestra
  • 23 Grupo Folclórico Adulto Günes Tal
  • 00h Banda Estrela de Ouro
  • 1h Banda Brilha Som

Sexta-feira (15) | Horário: 11h às 4h | Entrada Livre até as 18h | Após, R$ 15

  • 11h Musical Freud Music
  • 13h Irmãos Radoll
  • 15h Grupo Folclórico Infanto-Juvenil Neue Heimat Trachtengruppe
  • Grupo Folclórico Infanto-Juvenil, Regenwalde Tanzgruppe
  • Grupo Folclórico Infantil Schroederland
  • 16h Banda Fantásticos
  • 16h Musical Melodia
  • 20h Banda Estrela de Ouro
  • 21h Escolha da Rainha da 32ª Schützenfest
  • 22h Orquestra La Montanara
  • 23h30 Grupo Folclórico Boehmerwald – São Bento do Sul.
  • 00h Banda Verde Vale
  • 2h Banda Pedra no Rim

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger