Wanderlei Monteiro, 44 anos, é metalúrgico. Começou a trabalhar aos nove anos e depois de fazer um curso de soldador ingressou na indústria metalúrgica. Há seis anos é dirigente sindical. Há oito anos é catequista. Também faz parte da direção da Associação de Moradores do Bairro Costa e Silva.

Por que quer ser deputado estadual?

Para fazer um mandato coletivo e popular, sendo o ouvido atento e a voz ativa das trabalhadoras e dos trabalhadores na Assembleia Legislativa. Para defender os interesses daqueles que, como eu desde muito cedo, trabalham e lutam para dar uma vida digna às suas famílias. Para que as trabalhadoras e os trabalhadores tenham um gabinete sempre com as portas abertas e pronto para recebê-los na casa do povo.

Qual é a sua principal bandeira? Porquê?

Nosso mandato quer se firmar como uma referência na luta pela defesa do direito à moradia própria e digna. Vamos defender o SUS e o ensino público, gratuito e de qualidade como gerador de oportunidades para todos e todas. Queremos incentivar as condições de igualdade de oportunidades entre homens e mulheres, propondo políticas de geração de emprego e renda com ênfase nas mulheres.

Leia mais:

Valdecir Paiva quer ser deputado estadual para criar políticas públicas para saúde e emprego

Tânia Larson quer defender a causa animal na Alesc

Rudinei Floriano, na Alesc, vai defender a bandeira da segurança pública

Quer receber as notícias no WhatsApp?