O jornalista Sérgio Costa, proprietário do jornal Panorama, de Urussanga, no Sul de Santa Catarina, passou por uma situação complicada nesta quarta-feira (15), durante uma transmissão ao vivo com o vereador Edson Ramos, do MDB.

O vereador é um dos autores da denúncia ao Ministério Público Federal, que culminou no afastamento do prefeito Luiz Gustavo Cancelier, do PP.

Logo no início da entrevista ao vivo, o vereador se confundiu e acabou trocando o nome do jornal Panorama, que existe há 29 anos e é o mais antigo na cidade, pelo Vanguarda, que é concorrente. Sérgio então arrancou o microfone das mãos do entrevistado.

Assista ao vídeo

“São coisas que acontecem no jornalismo. Eu na verdade não quis ser indelicado com o entrevistado e tentei cancelar o vídeo para recomeçar a entrevista. Mas o importante é que o vídeo com a entrevista original está publicado em nosso site e já tem mais de mil visualizações”, informou Sérgio Costa à colunista Karina Manarin, do NDMais.

A denúncia é resultado da Operação Benedetta, realizada em maio deste ano pela Polícia Federal e que culminou no afastamento do prefeito Luis Gustavo Cancelier da função. A PF concluiu o inquérito e indiciou o prefeito e outras 13 pessoas.

O assunto é o mais importante neste momento na política na cidade e dentro da Câmara de Vereadores há movimentação para a formação de uma Comissão Processante. Na sessão de terça-feira (14) houve protesto contra o prefeito.

Foto: Divulgação