Um homem foi detido após quebrar com uma barra de ferro um dos vidros da entrada do Congresso Nacional e fazer ameaças verbais na quinta-feira (29). Identificado pelo nome de Victor, ele é autor de vídeos com ameaças ao presidente Jair Bolsonaro, além de outros políticos como Lula, Ciro Gomes e Marco Feliciano.

Após ser abordado pelos seguranças do Congresso, a Polícia Legislativa precisou usar usou uma arma de choque para contê-lo. O suspeito foi detido em flagrante por dano qualificado e resistência. Ele passou a tarde preso no Senado e, depois, foi encaminhado à carceragem da Polícia Civil do Distrito Federal. Segundo relatos, mesmo detido ele seguiu fazendo ameaças aos policiais.

A assessoria do Senado emitiu nota sobre a ação dos policiais legislativos, em que destaca em um dos trechos: "Após danificar o patrimônio público e voltar-se contra os policiais, foi necessário o uso de equipamento não letal (taser), de acordo com a melhor doutrina de uso progressivo de força."

O vídeo que está publicado no yotube mostra detalhes sobre o vandalismo e a prisão.

Ameaças

Victor tem um canal no YouTube e, em um dos vídeos, mostra facas e faz ameaças aos políticos já citados, estendendo a ameaça aos demais representantes do Legislativo e Executivo. Ele cita ainda líderes evangélicos e católicos.

"Eu tô aqui pensando por que eu devo comprar uma faca de 54 reais se eu tenho faca aqui em casa. Eu tenho duas. Essa daqui, que só precisa amolar. (...) Chegar no bucho dele aqui, enchia. (...) Vamos ver se ele [Bolsonaro] aguenta outra facada real. Não só o Bolsonaro, como Lula, Ciro Gomes, Marco Feliciano e todos os outros políticos. Depois eu vou escalar os evangélicos e outros católicos", diz ele no trecho de um dos vídeos, que também cita outros alvos em potencial.

"Eu tô esperando achar a agenda do Bolsonaro pra matar ele. Descobrir onde ele tá aqui em Brasília pra ir de encontro a ele, e dar uma estocada nele. Bora ver se ele vai resistir a uma facada real", complementa na mesma gravação.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger