O deputado estadual Bruno Souza (sem partido) divulgou à imprensa e em suas redes sociais que foi agredido por militantes defensores do ex-presidente Lula, na tarde desta quarta-feira (11), em Florianópolis.

Depois de não aceitar assinar uma petição contra a prisão de Lula, informa a assessoria do parlamentar, o deputado foi agredido pelos militantes, em frente à reitoria da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Ainda segundo a assessoria, Souza caminhava pelo local para conversar com os alunos participantes da greve dos estudantes.

Veja o vídeo gravado pelo deputado e publicado em suas redes sociais

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger