Vereadores de Santo Amaro da Imperatriz tiraram dúvidas sobre a Rede Integrada de Transporte Coletivo Metropolitano, que cria um sistema de ônibus facilitando os deslocamentos das pessoas.

Participaram do encontro na Câmara de Vereadores de Santo Amaro, o prefeito da cidade Edésio Justen e o superintendente de Desenvolvimento da região metropolitana da Grande Florianópolis Cassio Taniguchi.

A proposta do sistema de transporte metropolitano, elaborada pela Superintendência de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Grande Florianópolis (Suderf) com apoio do Observatório da Mobilidade Urbana da UFSC, unirá os sistemas de ônibus intermunicipal com os municipais. Farão parte do sistema Águas Mornas, Antônio Carlos, Biguaçu, Governador Celso Ramos, Palhoça, Santo Amaro da Imperatriz, São José e São Pedro de Alcântara.

Essa proposta de racionalizar o sistema de transporte coletivo vai possibilitar o fortalecimento do continente, não mais uma dependência tão grande com relação à Ilha onde estão concentrados 60% dos empregos. Por isso, esse movimento pendular que acontece toda a manhã e toda a noite, que cria uma série de problemas”, destacou o superintendente da Suderf Cassio Taniguchi.

Mudanças para Santo Amaro

Os dois temas mais debatidos na audiência foram o fim do ponto final de ônibus, cuja estrutura hoje é deficitária, situado em frente ao Supermercado Imperatriz; e a proposta de baldeação no terminal de Palhoça para algumas linhas de ônibus.

“Nós gostaríamos que o ponto final do ônibus fosse em qualquer lugar, mais para frente. Nós vereadores não estamos escolhendo o lugar, pode ser no Morro das Três Voltas, em Caldas, ou no Poço Fundo.”, solicitou o presidente da Câmara de Vereadores Adailton Machado.

Sobre essa questão, o diretor técnico da Suderf Celio Sztoltz explicou que pode haver mudança, pois a decisão cabe ao poder concedente do serviço de transporte; é necessário, no entanto, indicar um local onde seja mais apropriado para definir como ponto final do ônibus.

Cinquenta e seis por cento dos usuários do transporte coletivo hoje em Santo Amaro da Imperatriz e Águas Mornas tem Palhoça como destino. Se for considerada apenas a população de Santo Amaro, 51% ficam na cidade ou vão até Palhoça e 44% seguem até Florianópolis. Isso mostra a importância de se oferecer mais serviços entre essas localidades.

Na proposta do sistema metropolitano haverá 115 horários de ônibus por dia, sendo que hoje são 85. Além disso serão criadas quatro novas linhas: Circular Santo Amaro, Varginha (região norte da cidade), Pagará e Estação Palhoça via rua Francisco Tunes.