Os 19 vereadores de Joinville estão atentos à economia do dinheiro público. Pelo menos é o que aponta a planilha de gastos com a verba de gabinete, referente ao primeiro trimestre de 2018. Em janeiro, fevereiro e março os parlamentares economizaram R$ 89.335,45 do recurso disponibilizado para a manutenção do gabinete, com as despesas de expediente, telefone e diárias. Juntos, a cota para estas despesas no primeiro trimestre foi de R$ 145.500. Deste montante, R$ 56.214,89 foram gastos com telefone fixo e celular, impressões, materiais de expediente, Correios e diárias. Para o presidente da CVJ (Câmara de Vereadores de Joinville), Fernando Krelling, a economia e a responsabilidade com o uso do dinheiro público é a justificativa para a redução dos gastos. “Toda a situação econômica do País fez com que a classe política começasse a se preocupar mais com estes gastos e com o princípio da economicidade. Neste trimestre, e no ano passado também, os vereadores estão mais conscientes e economizaram”, desta Krelling Ele ressalva que a verba gabinete é pessoal e intransferível. “Alguns vereadores, às vezes, acabam gastando um pouco mais do que outros, porquê também produzem mais, isso é preciso ser levado em conta. Mas a conscientização com o dinheiro público tem sido uma preocupação constante do legislativo de Joinville”, finaliza Fernando Krelling. O Jornal de Joinville conversou com cada um dos 19 vereadores da cidade, para saber como cada parlamentar empregou a verba de gabinete neste primeiro trimestre de 2018. O detalhamento dos gastos foi obtido pela reportagem com direção da CVJ, por meio de solicitação na Ouvidoria da Casa. O Jornal de Joinville lembra a população que os dados de gastos de cada vereador também estão disponíveis no Portal da Transparência da CVJ.

De onde vem e como é distribuída a verba de gabinete

Você provavelmente já ouviu falar que tal vereador extrapolou o uso da verba de gabinete, ou que o parlamentar de um determinado partido, economizou a verba ou não faz gastos com diárias e telefone, por exemplo. Mas, você sabe como funciona a distribuição da verba de gabinete aos vereadores de Joinville, e como nossos legisladores utilizam estes recursos na execução de suas atividades? Cada vereador, deputado estadual ou federal e senador, ao tomar posse, tem direito a um recurso mensal chamado de verba de gabinete. O dinheiro, no caso da Câmara de Vereadores de Joinville, integra o montante estabelecido por Lei que a Prefeitura repassa anualmente à Câmara para serem empregadas em todas as atividades do legislativo. Para o exercício de 2018 o orçamento total da Câmara de Vereadores em R$ 49,7 milhões (4,5% do somatório da receita tributária prevista e das transferências previstas no § 5º do artigo 153 e nos artigos 158 e 159, efetivamente realizado no exercício anterior no município de Joinville). Uma parcela deste recurso é empregada, então na verba de gabinete. É por meio dela que o vereador custeia as despesas com material de expediente, cópias, telefones do gabinete e celulares de suas equipes de trabalho, diárias de quando viaja em busca de recursos ou projetos para a melhoria de nossa cidade. A utilização destes recursos precisa sem comprovada, e alguns políticos, geralmente com um melhor poder aquisitivo, acaba abrindo mão destes recursos, e arcando com as despesas por conta própria. Em média, os cada um dos 19 vereadores de Joinville possuem uma cota mensal de R$ 3.000 para serem utilizadas com a manutenção do gabinete. Os que fazem parte da mesa diretora da Casa, tem direito a um incremento de R$ 300 neste montante. Os valores mudam no período de recesso do legislativo, como os meses de janeiro, julho e dezembro.

Como os vereadores de Joinville utilizaram a verba de gabinete no primeiro trimestre de 2018

 

Adilson Girardi (Solidariedade)

Total da verba: R$ 7.500 Total utilizado: R$ 1.660,18 Economizou: R$ 5.839,82 Descrição dos gastos: telefone (celular e fixo), impressão e materiais de expediente. Fez usos meia diárias, totalizando R$ 291,82.  

Ana Rita (Pros)

Total da verba: R$ 8.250 Total utilizado: R$ 785,20 Economizou: R$ 7.464,80 Descrição dos gastos: telefone (celular e fixo), impressão e materiais de expediente. Não fez usos de diárias.  

Claudio Aragão (MDB)

Total da verba: R$ 7.500 Total utilizado: R$ 5.394,55 Economizou: R$ 2.105,45 Descrição dos gastos: telefone (celular e fixo), correio, impressão e materiais de expediente. Fez usos de diárias, totalizando R$ 3.643,50.  

Fabio Dalonso (PSD)

Total da verba: R$ 7.500 Total utilizado: R$ 792,50 Economizou: R$ 6.707,50 Descrição dos gastos: telefone (celular e fixo), correio, impressão e materiais de expediente. Não fez usos de diárias.  

Fernando Krelling (MDB)

Total da verba: R$ 8.250 Total utilizado: R$ 4.415,80 Economizou: R$ 3.834,20 Descrição dos gastos: telefone (celular e fixo), correio, impressão e materiais de expediente. Fez usos de diárias, totalizando R$ 2.867.  

Jaime Evaristo (PSC)

Total da verba: R$ 7.500 Total utilizado: R$ 1.586,79 Economizou: R$ 5.913,21 Descrição dos gastos: telefone (celular e fixo), correio, impressão e materiais de expediente. Não fez usos de diárias.  

James Schroeder (PDT)

Total da verba: R$ 8.250 Total utilizado: R$ 5.195,22 Economizou: R$ 3.054,78 Descrição dos gastos: telefone (celular e fixo), correio, impressão e materiais de expediente. Fez usos de diárias no valor de R$ 4.279,99.  

Lioilson Corrêa (PSC)

Total da verba: R$ 8.250 Total utilizado: R$ 4.093,34 Economizou: R$ 4.156,66 Descrição dos gastos: telefone (celular e fixo), impressão e materiais de expediente. Fez usos de diárias, totalizando R$ 1.891,34.  

Mauricinho Soares (MDB)

Total da verba: R$ 7.500 Total utilizado: R$ 8.553,37 Extrapolou a verba em: R$ 1.053,37 Descrição dos gastos: telefone (celular e fixo), impressão e materiais de expediente. Fez usos de diárias, totalizando R$ 7.770,18.  

Maurício Peixer (PR)

Total da verba: R$ 7.500 Total utilizado: R$ 1.226,24 Economizou: R$ 6.273,76 Descrição dos gastos: telefone (celular e fixo), impressão e materiais de expediente. Não fez usos de diárias.  

Natanael Jordão (PSDB)

Total da verba: R$ 7.500 Total utilizado: R$ 4.707,83 Economizou: R$ 2.792.17 Descrição dos gastos: telefone (celular e fixo), impressão e materiais de expediente. Fez usos de diárias no valor de R$ 3.055,25.  

Ninfo König (PSB)

Total da verba: R$ 7.500 Total utilizado: R$ 466,50 Economizou: R$ 7.033,50 Descrição dos gastos: telefone (fixo), impressões e materiais de expediente. Não fez uso nem de diárias nem de celular.   Odir Nunes (PSDB) Total da verba: R$ 7.500 Total utilizado: R$ 1.433,18 Economizou: R$ 6.066,82 Descrição dos gastos: telefone (celular e fixo), impressão e materiais de expediente. Não fez usos de diárias.  

Pelé (PR)

Total da verba: R$ 7.500 Total utilizado: R$ 704,91 Economizou: R$ 6.795,09 Descrição dos gastos: Descrição dos gastos: telefone (celular e fixo), impressão e materiais de expediente. Não fez usos de diárias.  

Richard Harrison (MDB)

Total da verba: R$ 7.500,00 Total utilizado: R$ 6.108,52 Economizou: R$ 1.391,48 Descrição dos gastos: telefone (celular e fixo), impressão e materiais de expediente. Fez usos de diárias no valor de 5.017,40.  

Rodrigo Coelho (PSB)

Total da verba: R$ 7.500 Total utilizado: R$ 718,31 Economizou: R$ 6.781,69 Descrição dos gastos: telefone (fixo), impressão e materiais de expediente. Não fez uso de diárias nem telefone celular.  

Rodrigo Fachini (MDB)

Total da verba: R$ 7.500 Total utilizado: R$ 2.936,36 Economizou: R$ 4.563,64 Descrição dos gastos: telefone (celular e fixo), impressão e materiais de expediente. Fez usos de diárias, totalizando R$1.891,34.  

Tânia Larson (Solidariedade)

Total da verba: R$ 7.500 Total utilizado: R$ 1.344,22 Economizou: R$ 6.155.78 Descrição dos gastos: telefone (celular e fixo), impressão e materiais de expediente. Não fez usos de diárias.  

Wilson Paraíba (PSB)

Total da verba: R$ 7.500 Total utilizado: R$ 4.091,87 Economizou: R$ 3.408,13 Descrição dos gastos: telefone (celular e fixo), impressão e materiais de expediente. Fez usos de diárias R$ 2.914,38.   Fonte: Diretoria da CVJ. Os dados foram confirmados com a assessoria de cada vereador, exceto dos Fabio Dalonso, Mauricinho Soares, Jaime Evaristo, James Schroeder que não retornaram aos pedidos da reportagem. * Em alguns casos, falta ainda inserir os gastos com a fatura de celular dos parlamentares, referente ao mês de março. A reportagem foi elaborada com dados da planilha da direção da CVJ atualizada em 25 de abril. ** Os vereadores Ninfo König e Rodrigo Coelho não utilizam celular da Câmara. *** Nos meses em que o valor gasto superou o valor da verba, considera-se adiantamento do mês subsequente.