Os vereadores de Jaraguá do Sul aprovaram, em sessão nesta quinta-feira (22), o projeto de lei que autoriza o Executivo a investir R$ 850 mil em transporte escolar da rede pública de educação.

Esses recursos serão utilizados para transportar os alunos que farão a recuperação das matérias que ficaram atrasadas por conta da pandemia de coronavírus.

Segundo a secretária de Educação, Ivana Atanásio Dias, parte dessa reposição do ensino escolar já foi iniciada em maio de 2021 com os terceiros, quartos e quintos anos. Esse reforço acontece presencialmente nos colégios.

“Nós entendemos já, desde o ano passado, que a recuperação do ano de 2020 é extremamente necessária e não vamos esperar 2022, até acabar completamente a pandemia, para iniciar esse processo”, explicou a secretária.

Conforme a secretária, a próxima etapa desse processo será realizada com as séries finais, nas matérias de língua portuguesa, matemática e ciências.

Essa recuperação acontece em todas as escolas do Município, porém, como ela é feita em horário diferente ao que o aluno estuda, nem todas as unidades escolares têm espaço físico suficiente para oferecer no contraturno. Por conta disso, alunos de algumas escolas precisarão ser transportados a outros locais para realizarem os estudos.

A secretária explica que, além das salas municipais, os estudantes utilizarão espaços em escolas estaduais – oferecidas pelo Governo do Estado – e nas universidades Católica e Estácio de Sá.

Além disso, haverá compra do lanche e de almoço extra oferecido aos jovens. Ivana explica que esse almoço será feito ao meio-dia, na unidade de origem do estudante.

“Para que elas tenham tempo de almoçar, com paciência, como deve ser a alimentação de uma criança. Porque tomaria muito tempo se os estudantes fossem almoçar em suas casas, porque muitas crianças moram longe e traria muita inconveniência para as famílias”, frisa.

*Com informações da Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul.