Promover e construir progressivamente a autonomia e a inclusão social pensando no envelhecimento saudável. Este é o objetivo da Moção de Apelo apresentada pelo parlamentar Luís Fernando Almeida (MDB) durante a sessão desta quinta-feira (4), na Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul.

O vereador pede à Prefeitura a possibilidade da criação de uma casa de acolhimento para pessoas idosas com deficiência intelectual no Município. A intenção da proposta veio após Almeida ouvir as demandas do presidente da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), Elder Stringari, durante a sessão itinerante realizada na sede da entidade.

Segundo Luís Fernando, não há no município e região exemplos de instituições que possibilitem o melhor atendimento para estas pessoas e há uma certa carência de legislação sobre a natureza do serviço.

Na Apae, atualmente, há mais de 50 usuários atendidos pelo programa Centro de Convivência Conviver (CCC) e, segundo Almeida, a procura por atendimentos tende a aumentar com o passar dos anos. O programa atende usuários, a partir de 25 anos, em processo de envelhecimento precoce.

A moção foi aprovada por unanimidade e encaminhada para análise do prefeito Jair Franzner.