No último dado divulgado pelo Comando de Policiamento Rodoviário de Santa Catarina, mais de 2 mil acidentes foram registrados na SC-418, entre 2015 e 2020.

A Serra Dona Francisca é rota, também, de muitas empresas que trafegam com cargas perigosas.

 

 

Por isso, o vereador Sidney Sabel (DEM) fez um requerimento para que fosse discutido na Comissão de Urbanismo, na última terça-feira (3), os riscos ambientais à Serra Dona Francisca e as ferramentas pra evitar acidentes que envolvam o transporte de produtos perigosos.

Segundo ele, muitos dos acidentes que acontecem na SC-418, envolvem cargas perigosas e estas substâncias acabam entrando em contato com o solo e água.

“De imediato, poderíamos melhorar a sinalização na Serra Dona Francisca. É um custo baixo e que ajudaria muito quem trafega na região”, avaliou o vereador Sidney Sabel.

A Serra Dona Francisca possui muitos mananciais que escoam no Rio Cubatão. Sabel lembra que o Rio Cubatão é responsável por abastecer 75% de toda cidade de Joinville. “Por isso, é tão preocupante o tráfego deste tipo de cargas na região”.

Treinamento

Durante a comissão, o vereador também sugeriu um treinamento entre os órgãos competentes e a população local, para que todos estejam preparados, caso ocorra algum acidente desta origem.

“A última ação que foi feita, foi em 2018, um simulado de grande porte que envolveu mais de 200 pessoas. Temos uma grande preocupação na Serra Dona Francisca, até por conta da questão da água. Estamos intensamente conversando com o Deinfra e, inclusive, melhoramos algumas barreiras para minimizar os acidentes”, aponta o coordenador regional de Defesa Civil da região Norte e Nordeste, Antônio Edival Pereira.

A Secretaria de Segurança Pública, o Conselho Municipal de Proteção e Defesa Civil, o Sama, a Águas de Joinville e o Conseg também participaram da reunião, na Comissão de Urbanismo.