Na sessão plenária de terça-feira (13), na Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul, o vereador Jonathan Reinke (Podemos), denunciou duas situações envolvendo o descarte ilegal de lixo. Uma aconteceu na Estrada Wolfgang Weege, nas proximidades do Parque Malwee, onde foram encontradas várias sacolas com medicamentos, fraldas infantis, tinta para cabelo, entre outros produtos farmacêuticos. Segundo o parlamentar, os itens estavam lacrados e com a data de validade vencida, jogados em meio à mata do local. Reinke acredita que os materiais devem ter sido descartados por alguém que não queria arcar com os custos para descartá-los de forma correta e legal.

O vereador informou que uma equipe da prefeitura jaraguaense recolheu o material e está investigando o caso. Ele explica que algumas embalagens eram de remédios controlados e que isso poderá ajudar a identificar os responsáveis pelo crime, já que cada medicamento tem o número do lote ao qual pertence.

Restos de animais

Outra situação registrada pelo vereador foi na Estrada Alvino Germano Lenz, entre os bairros Chico de Paulo e Jaraguá 99. Lá, o parlamentar encontrou sacos cheios de couro, carcaças e restos de animais abatidos. Os dejetos estavam em meio a uma plantação de banana. Reinke lembra que muitas famílias da região não possuem água encanada e precisam retirá-la em poços artesianos. Ele alertou sobre a seriedade desse problema sanitário, já que o material poderia ter infiltrado na água utilizada pelos moradores.

Foto: Divulgação

Para o vereador, não há outra maneira de corrigir essas condutas se não for por meio de multas aos infratores. Ele pediu que o prefeito Jair Franzner sancione o quanto antes a lei de sua autoria que cria o Programa Cidade Mais Limpa. A proposta, aprovada no mês passado no legislativo jaraguaense, proíbe o descarte de lixo nas ruas do município e o abandono de dejetos produzidos por animais em locais públicos. A Administração Municipal deverá designar os órgãos responsáveis pela fiscalização e pela execução da lei, assim como definir o valor da multa em caso de desrespeito.

Como denunciar

Além disso, Reinke pediu que a população da cidade, caso presencie o despejo de lixo em locais inapropriados, denuncie na Ouvidoria da prefeitura, através do telefone 0800 642 0156, ou diretamente com a Polícia Militar. Ele lembra que o mesmo problema também ocorre em outros pontos da cidade.

“A única maneira de realmente impedir esse tipo de descarte ilegal de lixo é a punição através de multa. A orientação não é mais suficiente, porque a gente vê todos os dias isso acontecer dentro de Jaraguá do Sul”, advertiu.