Veja a composição das bancadas de SC na Alesc e na Câmara Federal

Foto: Rodolfo Espínola/Agência AL

Por: Pedro Leal

03/10/2022 - 10:10 - Atualizada em: 03/10/2022 - 11:18

O PL domina a nova formação da Assembleia Legislativa de Santa Catarina para a legislatura de 2023 a 26: o partido de Bolsonaro tem pouco mais de um quarto das cadeiras, com 11 dos 40 parlamentares.

Além deles, a Alesc será composta ainda por seis representantes do MDB, quatro do PT, três do PSD, três do PP, três do Podemos, três do União Brasil e dois do PSDB.

Os partidos Republicanos, PDT, PSOL, PTB e Novo com um eleito cada.

Dos eleitos, 24 parlamentares da atual legislatura foram reeleitos, representando uma renovação de 40% da Alesc.

Confira as bancadas da Alesc:

PL

Ana Campagnolo

Sargento Lima

Jessé Lopes

Ivan Naatz

Carlos Humberto

Berlanda

Marcius Machado

Massocco

Oscar Gutz

Soratto

Mauricio Eskudlark

MDB

Antídio Lunelli

Mauro De Nadal

Jerry Comper

Fernando Krelling

Volnei Weber

Tiago Zilli

PT

Luciane Carminatti

Neodi Saretta

Fabiano Da Luz

Padre Pedro

PSD

Mario Motta

Julio Garcia

Napoleão Bernardes

Podemos

Paulinha

Camilo Martins

Lucas Neves

Progressistas

Zé Milton

Altair Silva

Pepê Collaço

União Brasil

Repórter Sérgio Guimarães

Marcos da Rosa

Jair Miotto

PSDB

Dr. Vicente Caropreso

Marcos Vieira

Isolados:

Sergio Motta (Republicanos)

Marquito Marcos José Abreu (PSOL)

Delegado Egidio Ferrari (PTB)

Rodrigo Minotto (PDT)

Matheus Cadorin (Novo)

Bancada federal catarinense tem menos partidos e 50% de parlamentares novos

Dos 16 parlamentares catarinenses na Câmara dos Deputados eleitos neste domingo, oito estão assumindo seu primeiro mandato – e o partido de Bolsonaro, o PL, saiu como o grande vitorioso com seis das 16 cadeiras de SC.

O total de partidos na bancada de SC caiu: de nove, passaram para apenas sete, com a saída de cena do PP, do Podemos e do PSDB, enquanto o PL passou de não ter presença na legislatura federal por SC para ter mais de um terço da bancada.

O PT também cresceu em presença, passando a ter dois integrantes.

Veja como ficou a composição da nova bancada federal catarinense por partido:

Partido Liberal – 6 vagas

Carol de Toni – 227.582 votos

Jorge Goetten – 159.335 votos

Julia Zanatta – 111.586 votos

Daniel Freitas – 108.001 votos (reeleição)

Daniela Reinehr – 84.629 votos

Zé Trovão – 71.140 votos

Mdb – 3 vagas

Valdir Cobalchini – 98.097

Carlos Chiodini – 80.089 votos (reeleição)

Rafael Pezenti – 68.208

Pt – 2 vagas

Pedro Uczai (Pt) – 173.357 votos (reeleição)

Ana Paula Lima (Pt) – 148.771 votos

Psd – 2 vagas

Ismael dos Santos – 110.509 votos

Ricardo Guidi – 74.057 votos (reeleição)

Cidadania – 1 vaga

Carmen Zanotto – 130.138 votos (reeleição)

Novo – 1 vaga

Gilson Marques – 87.892 votos (reeleição)

União Brasil – 1 vaga

Fábio Schiochet – 51.805 votos (reeleição)

Nacional

Em nível nacional, o PL elegeu neste domingo (2) a maior bancada na Câmara dos Deputados. A legenda conta com 98 deputados eleitos, à frente de PT (68), União Brasil (57), PP (47) e MDB (42).

Além disso, o partido terá a maior bancada do Senado, após eleger oito senadores neste domingo.

Com isso, o PL ocupará 14 das 81 cadeiras do Senado na próxima legislatura, que começa em 2023.

O PSD terá a segunda maior bancada, com 12 senadores. O União Brasil (que anunciou fusão com o PP) e o MDB vêm em seguida, com 10 senadores cada. Em quinto está o PT, com nove senadores.