Gleison Collares foi nomeado para ocupar gerência de Educação | Foto Divulgação
Gleison Collares foi nomeado para ocupar gerência de Educação | Foto Divulgação

Depois de nota repúdio do Sinte (Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Santa Catarina) contra a nomeação de Gleison Collares para o comando da gerência de Educação da regional de Jaraguá do Sul, a União Brasileira de Mulheres (UBM) do município também emitiu posicionamento contrário à indicação de Collares.

Em nota, a UBM defende que a responsabilidade de gerenciar 24 escolas da região "é uma função que deve ser ocupada por pessoas que pelo tenham o conhecimento mínimo necessário". Veja a nota na íntegra:

"Nota de repúdio a nomeação do Sr. Gleison da Silva Collares.

A União Brasileira de Mulheres- Jaraguá do Sul/SC repudia a nomeação do Sr. Gleison da Silva Collares para ocupar o cargo de gerente de educação da Regional de Jaraguá do Sul. Não podemos aceitar que uma pessoa que não converge de acordo com a concepção de uma educação sociointeracionista pautada na formação integral do ser humano, que é a Proposta Curricular de Santa Catarina.

Assumir a gerência de 24 escolas da região, é uma função que deve ser ocupada por pessoas que pelo tenham o conhecimento mínimo necessário. O mesmo sempre esteve na contramão da proposta curricular catarinense, seja no campo da diversidade ou no campo do conhecimento acadêmico.

Enquanto pessoa se comporta de forma antiética, preconceituosa, machista, misógina, racista e neo fascista; enquanto profissional da educação não respeita a diversidade, seja ela no campo de conhecimento ou de ideias. Em sala de aula humilha e debocha de suas/seus estudantes, quando estes ou estas discordam ou argumentam algum fato, enquanto distribui privilégios para outros quando se mostram simpatizantes com suas ideias descabíveis. Se aproveita da vulnerabilidade de seus estudantes, usando-os como massa de manobra para atingir e desqualificar outros profissionais da educação. Seu caráter é duvidoso, para comprovar isso basta acessar as redes sociais, sua página no face está repleto de piadas racistas, preconceituosas, homofóbicas, machistas.

O Sr em questão é uma pessoa que incita o ódio e a violência, ações estas que não condizem com o cargo de gerente de educação, ocupação tão importante que deve ser exercido por uma pessoa qualificada e de conhecimento na área da educação, que respeite a diversidade em todos os seus aspectos, que seja uma pessoa que atenda no mínimo o que a Proposta Curricular de Santa Catarina propõe.

O nomeado atual não possui qualidades que uma sociedade precisa para ser melhor , sem violência, construída no diálogo e na paz.

Queremos um gerente que prepare nossos filhos e filhas para vida, de forma integral no conhecimento, na vida e no trabalho é o que prega a formação integral de Santa Catarina.

A carreira profissional desse Sr. está construída na dúvida, na insegurança, na desinformação, em perjúrio. Por onde passou deixou e pregou a intolerância, destratou a quem devia ter um olhar diferenciado, fez piadas constrangedoras, assediou pessoas, deixou de cumprir com obrigações profissionais, se aproveitou da ingenuidade de seus estudantes, usa as redes sociais para incitar a intolerância e o ódio; diante de tantos fatos, o mesmo tem vários boletins de ocorrências registrado contra sua pessoa.

Portanto repudiamos o novo Gerente de Educação da Regional de Jaraguá do Sul."

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?