Candidato a Deputado Estadual pelo Partido Liberal (PL), o ex-prefeito Moacir Bertoldi teve sua candidatura indeferida pelo TRE-SC, mas o processo segue sob recurso às vésperas da eleição, e o comitê de campanha do candidato segue confiante de reverter a decisão.

O indeferimento da candidatura se deveria a condenação em segunda instância do ex-prefeito por improbidade administrativa.

Ele teria cometido irregularidades na contratação de uma empresa de ônibus para o transporte coletivo - a decisão em segunda instância se deu no ano passado.

O comitê de campanha de Bertoldi apelou da decisão, alegando que não existe nos autos daquele processo a certidão de trânsito em julgado, e que a decisão em primeira instância não apontou dolo do candidato no caso.

"A própria sentença declarou que não houve dolo ou intenção de prejuízo aos cofres públicos. Apenas porque era pra ter feito nova licitação pública", explica Jurandyr Hilário Bertoldi, advogado e jurídico da campanha

Segundo o comitê, o indeferimento da candidatura seria "fake news" e Bertoldi segue no pleito, tendo como carro chefe de campanha a construção de um hospital infantil para a região da Amvali.

O indeferimento não seria definitivo, segundo o comitê, que está recorrendo da decisão - O TRE-SC decidiu por 4 x 3 por impugnar o registro. Como ainda está tramitando o recurso, o candidato segue nas urnas.