Tráfego de carga perigosa na Serra Dona Francisca é discutido na CVJ

Tráfego de carga perigosa na Serra Dona Francisca é discutido na CVJ Tráfego de carga perigosa na Serra Dona Francisca é discutido na CVJ

Política

Por: Windson Prado

sexta-feira, 06:00 - 16/02/2018

Windson Prado
A preocupação com o risco de contaminação das nascentes dos rios que abastecem a população de Joinville, em decorrência de um possível um acidente com cargas tóxicas ou de combustíveis na rodovia SC-418, Serra Dona Francisca, será destaque na reunião da comissão de Urbanismo da Câmara de Vereadores, na próxima terça-feira (20). O encontro está agendado para às 15 horas, na Sala das Comissões. Além dos vereadores, participam da reunião representantes do Deinfra, do Conselho Municipal de Meio Ambiente, das Polícias Militar Rodoviária e Ambiental, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, da Defesa Civil e do Sindicato da Empresas Transportadoras de Cargas de Joinville e Região. A discussão foi motivada por um pedido do vereador Fabio Dalonso (PSD), que tem manifestado preocupação com o risco de contaminação das nascentes naquele trecho da rodovia. Dalonso, inclusive, já apresentou a Moção nº 49/2018, com a qual pede aos deputados estaduais da região a proposição de um projeto de lei na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, em Florianópolis, para proibir o tráfego de caminhões com estes tipos de cargas durante o período noturno. Em 2015, a Carta de Joinville — documento resultando do Seminário das Águas, evento realizado pela CVJ em conjunto com estudiosos e representantes do poder público para a defesa dos recursos hídricos municipais — já havia demonstrado a preocupação com o tema. O documento apresentou 17 propostas para "evitar a escassez desse recurso vital no município". Dentre elas já estava a proibição do "tráfego de cargas tóxicas e aumentar a segurança da rodovia SC-418 e também formular planos de contingência para prevenir a contaminação do rio Cubatão em eventuais acidentes". A reunião é aberta ao público interessado no debate. *Com informações da assessoria de imprensa da Câmara de Vereadores de Joinville
×