Em sessão solene pelo Dia Internacional da Mulher nesta quinta-feira (8), os vereadores de Jaraguá do Sul homenagearam 11 mulheres que se destacam na comunidade pela sua atuação tanto profissional como voluntária, principalmente na área da assistência social. Cada vereador indicou uma mulher para receber o reconhecimento do Legislativo municipal. Ademar Winter (PSDB) indicou Bárbara Kugel. Natural de Cosmópolis (SP), em 2003 veio a Santa Catarina para cursar a Faculdade Luterana de Teologia em São Bento do Sul. Bárbara chegou a viver nos Estados Unidos, onde desenvolveu trabalhos sociais dedicados aos jovens, família e adolescentes. Em 2014, veio a Jaraguá do Sul e atualmente atua diretamente com famílias dos bairros do município. A empresária Cecília Ana Rubini Menegottifoi a indicada por Pedro Garcia (PMDB). Nascida em Jaraguá do Sul em 1949, Cecília começou sua carreira como professora. Em 1969, casou-se com Ademar Menegotti. Vendo uma oportunidade de negócio no ramo têxtil, fundou em 1980, em parceria com seu marido, um comércio de malhas em rolo. O negócio cresceu e em 2004 fundou a empresa AMC Têxtil, dona de marcas reconhecidas como Colcci, Forum e Triton. Cecília também atua em causas sociais. Participa da Rede Feminina de Combate ao Câncer (RFCC) e por meio de sua empresa apoiou a construção de uma creche em Itajaí e também financiou melhorias no Hospital e Maternidade Jaraguá. Pela sua atuação na indústria, recebeu em 2016 a Ordem do Mérito Industrial de Santa Catarina, instituída pela Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC). Atuação na área social também é valorizada Também na área social, Irene Gustzaki foi a indicada por Jackson Ávila (PMDB). Natural de Barra Velha, Irene desenvolveu diversas atividades de destaque junto à comunidade de Jaraguá do Sul. Formada em Teologia, desempenha a função de presidente na Igreja Comunidade São Paulo Apóstolo, no bairro João Pessoa. Por muitos anos foi presidente da Associação de Moradores do Loteamento Spredman, auxiliando nas dificuldades do bairro. Atualmente comanda o trabalho de liturgia na igreja e exerce o cargo de coordenadora ministerial. Por sua atuação no serviço social, Dalva Regina Pereira foi a indicada por Arlindo Rincos (PSD). Natural de Blumenau, veio a Jaraguá do Sul quando tinha 7 anos, em 1965. Dalva fundou o primeiro Clube de Mães da Cohab, há 27 anos, trabalho social ao que se dedica desde então e há quatro anos preside a Associação dos Clubes de Mães de Jaraguá do Sul. Durante a sua gestão, destacam-se os trabalhos desenvolvidos pela diretoria para a realização da 1ª Osterpark, no ano passado, que recebeu aproximadamente 20 mil pessoas. Destaques no esporte, educação e meio ambiente O esporte também esteve representado. A ex-atleta Cornélia Holzinger Caglioni foi a indicada pelo vereador Ronaldo de Souza (PSD). Cornélia nasceu em Jaraguá do Sul, em 1963. Em 1980, inscreveu-se na Escolinha de Atletismo do Baependi. Além de Jaraguá, competiu e venceu defendendo também os municípios de Chapecó e Joinville. Pela sua performance no atletismo, foi eleita Personalidade do Século 20. Da Câmara de Jaraguá, recebeu a Medalha do Mérito Municipal. A ex-atleta conquistou muitas medalhas nos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), foi tetracampeã no Troféu Brasil de Atletismo, campeã e recordista do Troféu João Carlos de Oliveira, além de Campeã Brasileira Universitária e Campeã Sul-Americana. Na área do meio ambiente, Elza Nishimura Woehl foi indicada por Isair Moser (PSDB). Ela é cofundadora do Instituto Rã-bugio, onde exerce a função de secretária-executiva desde 2003. Faz parte do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Comdema) de Jaraguá do Sul e do Conselho Municipal de Saneamento Básico (CMSB). Nos últimos 19 anos tem se dedicado ao voluntariado. Coordenou e trabalhou como educadora ambiental em vários projetos que atenderam mais de 63 mil estudantes e 3,5 mil professores. Também publicou artigos científicos sobre a biodiversidade da mata atlântica e transformou suas propriedades particulares em unidade de conservação federal. Com destaque na área da Educação, Ilair Dagmar Tomazelli foi a indicada de Marcelindo Gruner (PTB). Natural de Jaraguá, é formada em pedagogia, com pós-graduação em educação psicomotora e gestão escolar. Atuou na Secretaria de Educação por duas gestões e atualmente ocupa o cargo de diretora na EMEB Ribeirão Molha e faz parte do Conselho Municipal de Educação como conselheira titular, representando especialistas e professores. Dupla jornada também é reconhecida Indicada por Anderson Kassner (PP), Leoni Laube Wolodasczyksempre teve jornada dupla, trabalhando fora de casa e administrando seu lar, dedicada à família. Hoje está aposentada. Voluntária na igreja e sociedade, durante 21 anos foi orientadora do culto infantil. Participa do Clube de Idosos Rio Cerro há 22 anos e coordena o grupo há 10 anos, além de participar de dois grupos da OASE (Ordem Auxiliadora das Senhoras Evangélicas) e fazer parte da equipe de liturgia da Paróquia Rio Cerro. Leoni integra o departamento feminino da Sociedade Alvorada e é responsá- vel pela coordenação da Winterfest em Jaraguá do Sul. Também dedicada à família, Maria Luzia Diemon Klinkoski foi a indicada por Celestino Klinkoski (PP). Natural de Jaraguá do Sul, Maria Luzia teve dez filhos, guardando na memória a lembrança de Marcio Klinkoski, filho que faleceu ainda criança em acidente de trânsito. Durante muitos anos trabalhou na roça e depois na empresa Duas Rodas. Atuante na comunidade, auxiliou em diversas festas da Igreja Matriz São Sebastião, ajudando inclusive em sua construção, e também foi voluntária por muitos anos do clube dos idosos. Indicada por Eugênio Juraszek (PP), a jaraguaense Maria Osmarina Belarmino trabalhou durante muitos anos como merendeira, atividade da qual se orgulha muito. Hoje aposentada, presta bastante apoio à comunidade, em especial ao movimento familiar EPC (Encontro de Pais com Cristo), que participa juntamente com a família. Em companhia de seu esposo, coordena feijoadas em escolas e igrejas e tem carreira de sucesso como cozinheira, sendo muito elogiada no que faz e também requisitada em atividades como voluntária. A dedicação à família e à comunidade de Maria Salete Leoni Manfrini foram reconhecidas por Jaime Negherbon, que indicou a jaraguaense para receber a homenagem. Maria Salete trabalhou por quatro anos na Urbano Agroindustrial como cozinheira. Por causa da rotina puxada, passou a se dedicar à roça e à família. Durante muitos anos participou da diretoria da escola Renato Pradi no bairro São Luís, na organização de festas e preparação das merendas. Participou da pastoral da Igreja São Luiz Gonzaga como catequista, ministra extraordinária da eucaristia e membro da diretoria e durante 20 anos ajudou nas festas da comunidade como cozinheira.