Em nota, o Governo de Santa Catarina comunicou o pedido de exoneração do agora então ex-secretário de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino.

O pedido ocorreu no fim da tarde dessa quinta-feira e já foi recebido pelo governador Carlos Moisés.

No início desta semana, a denúncia, trazida pelo The Intercept Brasil, da compra de respiradores para o tratamento de pacientes da Covid-19, de uma empresa possivelmente de fachada, pagos de forma antecipada em R$ 33 milhões, sem licitação, dentre outras irregularidades no processo, acalorou os bastidores do governo, em especial na pasta da saúde.

Movimentação

Uma sindicância foi aberta e uma servidora exonerada na última sexta-feira.

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) iria encaminhar, na próxima segunda-feira, ao governador, o requerimento 426/2020, no qual solicita o imediato afastamento de Zeferino.

Uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) e até mesmo o pedido de impeachment do governador Moisés estão sob análise na Alesc.

Conforme o comunicado do Governo, o nome do novo secretário de Estado da Saúde deverá ser divulgado nos próximos dias.

O Governo agradeceu os serviços prestados pelo ex-secretário em prol das políticas públicas de saúde dos catarinenses, ressaltando que reconhece as conquistas e avanços da pasta sob o seu comando.

Registrou, ainda em nota, que a quitação da dívida da saúde, estimada em quase R$ 750 milhões, e a construção da política hospitalar catarinense, em parceria com os municípios e hospitais filantrópicos, são resultado do trabalho efetuado desde o início de 2019.

"Em especial, ainda, a coordenação das ações do Estado de Santa Catarina no combate à pandemia da Covid-19, que traz até aqui resultados diferenciados para o nosso Estado no comparativo com o Brasil em relação à baixa taxa de letalidade assim como na exemplar preparação do sistema de saúde pública de média e alta complexidade", complementou.

Confira na íntegra: