A Secretaria Municipal de Saúde de Jaraguá do Sul prestou contas do 1º quadrimestre de 2021, em Audiência Pública na Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul, na tarde desta quinta-feira (27).

A prestação de contas, prevista na Lei de Responsabilidade Fiscal, foi comandada pelo presidente da Comissão de Educação, Cultura, Esporte, Saúde e Assistência Social da Câmara, vereador, Jonathan Reinke e contou com a presença do secretário de Saúde, Alceu Gilmar Moretti, do diretor de Vigilância em Saúde, Dalton Fischer, da diretora de Atenção em Saúde, Sílvia Bonatto, da diretora de Gestão Técnica, Fabiana Conrado e também dos vereadores.

Os gestores da Saúde apresentaram os números da pasta desde o começo do ano. Segundo explicou o secretário Alceu Gilmar Moretti, os números de procedimentos e atendimentos prestados pela secretaria no comparativo com o mesmo período de 2020 foram bastante afetados pela pandemia.

Chamam a atenção o crescimento de 72% nos atendimentos de urgência na Atenção Básica e aumento de 34,5% no atendimento fisioterapêutico. Na contramão, a redução de 54% nos atendimentos do Centro de Atenção à Mulher e decréscimo de 44% nas consultas médicas da Atenção Especializada.

Na Vigilância Epidemiológica, a equipe da Saúde constatou 34% de crescimento nas inspeções de armadilhas e pontos estratégicos e 60% a mais de visitas e inspeções em áreas de foco.

Os impactos da pandemia e os investimentos feitos para dar o suporte necessário aos pacientes também foram citados pela equipe da Saúde, com destaque para a ampliação no número de leitos de UTI, de 23 para 69.

O atendimento prestado aos pacientes pós-covid também foi citado pelo secretário Alceu Moretti. “Temos todo um suporte de atendimentos com profissionais especializados e estudamos melhorar ainda mais isso. Todos os pacientes são atendidos”, informou.

Moretti ressaltou a preocupação com o avanço da pandemia. Citou a necessidade de cautela quanto às liberações dos decretos estaduais e a importância de se manter os cuidados de prevenção à covid.

Números do 1º quadrimestre de 2021

Atenção Básica

Consultas médicas na atenção primária

2021 - 34.493

2020 – 33.592

Aumento de 2,7%

Atendimentos de urgência na Atenção Básica

2021 – 9.958

2020 – 5.785

Aumento de 72%

Farmácia Básica

2021 – 83.992

2020 – 92.229

Redução de 9%

Atenção Especializada

Consulta Médica na Atenção Especializada

2021 – 7.510

2020 – 13.426

Redução de 44%

Atendimento fisioterapêutico

2021 – 25.266

2020 – 18.784

Aumento de 34,5%

 

Vigilância Sanitária e Saúde do Trabalhador

Atendimento de denúncias a reclamações

2021 - 466

2020 – 228

Aumento de 104%

Inspeções e vistorias realizadas

2021 – 1.587

2020 – 1.175

Aumento de 35%

Vigilância Epidemiológica

Vacinas Aplicadas

2021 – 68.533

2020 – 73.578

Redução de 7%

Consultas Médicas especializadas

2021 - 961

2020 – 884

Aumento de 8%

Inspeções de armadilhas e pontos estratégicos

2021 – 13.749

2020 – 10.235

Aumento de 34%

Visitas e inspeções em áreas de foco

2021 – 16.409

2020 – 10.208

Aumento de 60%