O ex-prefeito de Jaraguá do Sul e pré-candidato a governador Antídio Lunelli (MDB) comentou a polêmica envolvendo o ex-deputado federal Jean Willys e a Schützenfest.

Em um vídeo, Antídio chama Willys de “papa merda” e manda ele ir trabalhar.

O ex-deputado federal usou as redes sociais, nesta quarta-feira (27), para detonar a Schützenfest, tradicional festa dos atiradores e legítima representante da cultura alemã no Brasil.

Wyllys publicou um cartaz da 32ª edição da Schützenfest e afirmou que ele é baseado na "estética da propaganda nazista alemã".

Na sequência, o ex-parlamentar disse que a "festa de atiradores" seria realizada "em região do Brasil para onde fugiram muitos dos nazistas alemães para não pagarem por seus crimes".

“Quem é Jean Willys para falar mal da nossa Schutzenfest? Uma festa de família, uma festa tradicional, né? Uma festa do tiro aqui da nossa querida cidade de Jaraguá do Sul. Uma cidade de um povo ordeiro e trabalhador. Uma cidade de tecnologia, de desenvolvimento. Quem é você, ô cidadão? Seu papa merda!”, disparou Lunelli.