A pouco mais de duas semanas para o fim de 2020, a Secretaria de Saúde da Prefeitura de Jaraguá do Sul faz um balanço dos investimentos feitos para o combate à pandemia de Covid-19, principal desafio da pasta este ano.

No esforço para tentar superar esse desafio, o Município investiu mais de R$ 25 milhões do governo federal que foram distribuídos estrategicamente entre hospitais e unidades de saúde.

 

 

O secretário municipal de Saúde, Alceu Gilmar Moretti, destacou o trabalho dos profissionais de Saúde, dos membros do Comitê Extraordinário da Covid-19 e demais entidades envolvidas durante essa pandemia.

No entanto, o aumento na curva de contágio demonstra que o desafio ainda está longe de ser superado.

“Desde março vivemos uma pandemia que tomou conta do mundo todo e conosco aqui em Jaraguá do Sul não foi diferente. Atender as pessoas com Covid-19 ou suspeitas de contágio com a doença virou nossa prioridade”, argumentou o secretário.

Entre os serviços e atendimentos que foram criados ou reforçados no enfrentamento ao coronavírus no município, o secretário destaca o teleatendimento pelo 0800-6438089, a realização de testes e a criação de serviços como ampliação de leitos de UTI e de enfermaria.

Moretti ressalta que a Saúde do município trabalha na linha de frente, que é composta pela Secretaria, Hospitais, Associação Comercial e Industrial e CDL.

"Temos ainda um grupo gestor no qual as principais entidades do município se reúnem diariamente composta por representantes das polícias Civil, Militar, além de secretários de outras áreas. Precisamos estar alinhando todo esse atendimento, toda essa logística que é importante para salvar vidas”, observa. Esse trabalho durante a pandemia, afirma Moretti, é contínuo.

“Estamos vivendo um momento bastante delicado onde praticamente todos os leitos de UTI no nosso Estado estão ocupados o que é uma preocupação muito grande. Por conta disso, estamos, gradativamente, buscar ampliar a oferta desses leitos para que possamos atender a comunidade da melhor forma possível. Mas precisamos, efetivamente, da participação dessa comunidade”, pede o secretário.

Ele explica que um dos maiores problemas do coronavírus é que ele tem uma capacidade muito grande de contágio e, por isso, é preciso que haja participação da população nesse enfrentamento.

O pedido do secretário é para que a comunidade continue usando os EPIs (equipamentos de proteção individual) adequados, máscaras, lavar as mãos com frequência, manter o distanciamento social e evitar as aglomerações.

"Ter todo cuidado ao retornar para as casa. Temos percebidos famílias inteiras contaminadas. Esse cuidado é importante nesse momento difícil que estamos passando aqui no município", diz.

No momento, Jaraguá do Sul dispõe de 35 leitos de UTI adulto. Mas, caso haja necessidade, a Secretaria de Saúde tem condições e equipamentos para ampliar esse atendimento, afirma o secretário. "Fazendo com que nenhum paciente precise sair da nossa região para ser atendido”, completa.

80 profissionais estão afastados

O secretário de Saúde Alceu Moretti destaca que houve situações em que foi preciso remanejar profissionais de uma unidade de saúde para outra justamente em função do contágio de alguns deles pela Covid-19.

Em algumas situações, informa o secretário, foi preciso fechar algumas unidades. Hoje das 27 unidades mantidas pelo Município, 12 precisaram ser fechadas.

“Hoje temos uma média de 80 profissionais afastados o que faz com que se dificulte esse atendimento. Mas esse munícipe que era atendido numa dessas unidades está sendo direcionado para outra, mais próxima. Reconhecemos que Isso pode causar um mau estar, um desconforto, mas é algo necessário nesse momento”, opinou.

Para tentar minimizar essa situação, o Município abriu processo seletivo para a contratação temporária de mais técnicos de enfermagem, enfermeiros, médicos e farmacêuticos.

Foto Divulgação/PMJS

“Profissionais que estão sendo gradativamente chamados para que possamos suprir essas ausências. Com isso, esperamos num momento muito próximo restabelecer o atendimento em todas nossas 27 unidades de Saúde”, disse Alceu Moretti.

Apesar do país viver a expectativa de uma vacina para os próximos meses, Moretti destaca que nesse momento a prioridade é manter as medidas de prevenção como o uso de máscara e do álcool gel, higiene das mãos, distanciamento social e, principalmente, evitar aglomerações.

“Estamos chegando no período das confraternizações de fim de ano. Estamos vivendo um momento diferente. Se puder, fique em casa. Vamos preservar aqueles entes que amamos para que em breve possamos estar todos juntos”.

Utulização dos recursos para combate à Covid-19

Hospitais – R$ 18.215.888,68
Associação Hospitalar São José – R$ 11.513.627,81
Hospital e Maternidade Jaraguá – R$ 6,702.260,87

Destinados para aquisição de equipamentos, reformas, manutenção e custeio dos leitos de UTI para enfrentamento da Covid-19

Associação dos Serviços Voluntários de Jaraguá
R$ 130.000,00 – convênio firmado para auxiliar os atendimentos relacionados à Covid-19 (Samu).

Centro de Tratamento de Doenças Renais
R$ 29.849,47

Insumos para uso das unidades de Saúde
R$ 495.320,14

Testes rápidos e testes RT-PCR
R$ 3.882.070,00

Medicamentos
R$ 407.733,84

Diagnóstico Epidemiológico
R$ 48.000,00 - Destinados ao monitoramento de casos (software e pesquisa)

Publicidade – Campanha Covid-19
R$ 59.849,47

Telefonia
R$ 5.835,72 - Na montagem do teleatendimento de dúvidas e orientações sobre a covid-19.

Folha de pagamento
R$ 1.184.527,35 - Remuneração dos servidores da Saúde que trabalham no combate à covid-19

Uso na montagem da UAPS*
R$ 1.500.000,00 - Repasse federal por compensação na queda de arrecadação

Recursos do Ministério da Saúde – 24.458.669,10
Recursos do Ministério da Economia* - 1.500.000,00
Total: R$ 25.958.669,10

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul