Foto Freepik
Foto Freepik

O Hospital Municipal São José planeja credenciar hospitais privados para fazer alguns tratamentos oncológicos. A direção entende a medida como “plano B” para a falta de medicamentos, como o que ajuda a medula a produzir anticorpos prejudicados pela quimioterapia. Só nesta quinta-feira (20) foram atendidos 163 pacientes na ala de oncologia.

O edital de credenciamento deve ser lançado no mês que vem, disse a vereadores o diretor administrativo-financeiro, Fabrício Rosa, nesta quinta-feira (21), em visita da Comissão de Saúde da Câmara. Os parlamentares foram ao hospital apurar reclamações de falta de medicamentos e verificar suas condições gerais.

Rosa reconheceu que o fracasso de algumas licitações provoca a falta de medicamentos. “Algumas licitações ‘dão desertas’”, disse, “alguns fornecedores não querem nem entregar orçamentos, então estamos partindo pra um plano B”.

Segundo ele, fornecedores temem não receber em dia, por isso não participam das licitações.

Sírio-Libanês

Outro convênio que deve ser firmado é com o hospital paulista Sírio-Libanês. O objetivo é melhorar processos e atendimento, evitando que pacientes esperem muito por exames e pela alta, liberando leitos.

Os vereadores Mauricinho Soares (MDB), presidente da comissão, Maurício Peixer (PR) e Adilson Girardi (Solidariedade) percorreram a maior parte do hospital, como a UTI e ala de Acidente Vascular Cerebral (AVC), que está em reforma e deve ser reaberta em abril.

*Com informações da Câmara de Vereadores de Joinville

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?