Santa Catarina é o estado com o menor número de adolescentes de 15 a 17 anos fora da escola do país, segundo dados da Síntese de Indicadores Sociais do IBGE.

Os dados, divulgados nesta semana, mostram que o percentual de jovens entre 15 e 17 anos que não frequentavam a escola em 2018 no estado é de 7,8%, o índice mais baixo do país. A média no Brasil foi de 11,8%. Já a maior taxa foi a do Acre, com 17,4%.

Arte ASCOM/SED

Santa Catarina também teve o menor índice de jovens entre 15 e 29 anos que nem estudam e nem trabalham, com um percentual de 14,1%. O resultado, considerado positivo, também foi 0,6% menor do que o registrado em 2016 (14,7%).

No Brasil, essa proporção foi maior, de 23%. O maior índice foi o do estado de Alagoas, com 37,2%.

O secretário de Estado da Educação de Santa Catarina Natalino Uggioni analisa que o bom desempenho catarinense tem, pelo menos, dois motivos principais: o fato de o estado ter uma economia diversificada e um nível de oferta de empregos elevado em relação ao restante do país.

“Quando temos um resultado abaixo da média nacional, ou seja, um resultado positivo neste caso, o indicador é prova de que estamos conseguindo cumprir um dos nossos objetivos, que é manter os alunos na escola e promover a formação deles na idade certa” afirmou Uggioni.

 

*Com informações da assessoria de comunicação.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger