Os atuais deputados federais Esperidião Amin (PP) e Jorginho Melo (PR) serão os novos senadores de Santa Catarina. Eles foram os dois mais votados na eleição deste domingo (7), que marcou derrotas do ex-governador Raimundo Colombo (PSD) e Paulo Bauer (PSDB), que não conseguiu a reeleição.

Amin terminou na primeira colocação com 1.226.046 votos (18,77%), enquanto Jorginho Mello ficou em segundo com 1.179.750 (18,07%). Mello venceu em uma disputa apertada contra Lucas Esmeraldino (PSL), que aproveitou a ótima repercussão de Jair Bolsonaro em Santa Catarina e conseguiu um surpreso terceiro lugar, com 1.161.662 (17,79%).

Em Jaraguá do Sul, o candidato mais votado foi Lucas Esmeraldino (PSL), com 34.954 votos (23,8%). Aliás, somente para Deputado Federal que um candidato do Partido Social Liberal não ganhou na cidade. 27.792 (18,51%) jaraguaenses votaram em Amin, enquanto Jorginho Mello teve 25.005 (16,65%) votos.

Esperidião Amin

O político do PP tem 70 anos, é natural de Florianópolis e é formado em Administração e Direto. Na década de 1970, foi prefeito da capital catarinense nomeado pelo governo militar. Em 1988, ele voltou ao comando da prefeitura de Florianópolis, agora pelo voto direto.

Atualmente, ele é deputado federal eleito em 2010 e 2014. Em 1994, candidatou-se à Presidência da República pelo Partido Progressista Renovador (PPR), ficando na sexta colocação. Os suplentes de Amin são Geraldo Althoff (PSD) e Denise dos Santos (PSD).

Jorginho Mello

Jorginho dos Santos Mello, de 62 anos, nasceu em Ibicaré (SC) e atualmente está em seu segundo mandato como deputado federal, sendo eleito em 2010 e 2014. O político fez carreira dentro da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, sendo eleito em 1994 e reeleito por mais três vezes.

Antes de optar concorrer pela primeira vez ao Senado Federal, Jorginho chegou a cogitar uma candidatura a Governador. Ele é formado em Direito e foi diretor do Banco do Estado de Santa Catarina (Besc). Seus suplentes são Ivete da Silveira (PR) e Beto Martins (PR).

-

Quer receber as notícias no WhatsApp?