Há exatos dois anos, no dia 24 de maio de 2019, o vereador Anderson Kassner (PP) levou para discussão na Câmara uma reivindicação dos moradores do bairro Rio Cerro sobre um local rico em macadame que pode abastecer a Secretaria Municipal de Obras nos trabalhos de reparo de estradas de chão em Jaraguá do Sul.

Na ocasião, o vereador levou o prefeito Antídio Lunelli (MDB) e o secretário de Obras e Serviços Públicos, Otoniel da Silva, para analisar o local.

De acordo com Kassner, já há um estudo em andamento para verificar a qualidade, o tempo de vida e a viabilidade desse terreno para retirada de material para macadamização e patrolamento das vias do interior do município e de outros bairros.

Foto: Divulgação

Para Kassner, essa saibreira vai ajudar a diminuir os problemas dos moradores dos bairros do Rio Cerro e Rio da Luz, que hoje dependem de caminhões carregados com macadame que vêm da saibreira do Garibaldi, perdendo-se muito tempo entre a extração do material a entrega nos bairros que necessitam.

“Ter uma saibreira nesses bairros é a certeza de economia de tempo, dinheiro e mais eficiência e qualidade de vida para todo os moradores”, argumenta o vereador.

Na sessão da última quinta-feira (18), Kassner voltou a solicitar saibreiras no município para atender as comunidades que moram em estradas de chão. Desta vez, a sugestão foi para o bairro Santa Luzia. O vereador pede um estudo técnico para verificar a possibilidade de exploração em terrenos disponíveis.

O que são e para que servem as saibreiras?

As saibreiras são lugares destinados à retirada do saibro, mineral composto por areia e argila, que geralmente é retirado de barrancos e morros, e é utilizado para fazer a manutenção das estradas de chão.

Para essa retirada, é necessário um planejamento de avaliação de impactos ambientais gerados pela mineração.

A prefeitura demanda por uma grande quantidade de materiais tanto para manutenção de estradas no município, quanto para épocas de chuvas e para obras de responsabilidade do poder público.

Para uma cidade é de grande importância ter saibreiras à disposição, principalmente sendo licenciadas, pois o custo-benefício é muito maior que a compra do material.

“Temos que trabalhar para ver se dá para explorar o macadame, licenciar as saibreiras e começar a atender a comunidade”, reforça o parlamentar.

Ele acredita que essa iniciativa, somada a descentralização da Secretaria de Obras e Agricultura, vai aumentar a produtividade dos trabalhos prestados pelas secretárias e diminuir as despesas com a manutenção das máquinas e veículos.

Fonte: Assessora Parlamentar do vereador Anderson Kassner