Os vereadores participaram de uma reunião na tarde desta terça-feira (22), com o Diretor Presidente do SAMAE (Serviço Municipal de Água e Esgoto), Ademir Izidoro, e o Diretor Geral da ARIS (Agência Reguladora de Serviços de Saneamento Básico), Adir Faccio. Na pauta, a apresentação da revisão do Plano Municipal de Saneamento Básico. O plano é uma obrigação legal no que diz respeito ao desenvolvimento do saneamento básico das cidades. Em Jaraguá do Sul, o plano atual é de 2012 e, por isso, houve a necessidade do trabalho de revisão. Segundo o Engenheiro Sanitarista do Samae, Marcelo Arenhart, alguns pontos se destacam no trabalho de revisão, principalmente quanto as metas a serem atingidas: drenagem urbana, que deve evoluir; a busca por solução para o tratamento e destinação final dos resíduos sólidos e a ampliação da cobertura de água e esgoto no município. "Jaraguá do Sul está chegando num padrão diferenciado de 80% de cobertura de esgoto e para isso precisa de uma sustentabilidade através da cobrança de suas tarifas, para qualidade na manutenção dos serviços", informa ele. O Engenheiro acrescenta ainda que a intenção é atingir a universalização de cobertura de esgoto no município até 2027. "Toda sociedade tem o direito de ter esgoto tratado e os incrementos tarifários são necessários para poder dar ao Samae as condições de fazer esses investimentos", ressalta. Ademir Izidoro, presidente do Samae, reforça que o Plano Municipal de Saneamento Básico estabelece as metas para os próximos 15 anos, em termos de investimentos e ações que devem ser realizados. A revisão do plano já deu entrada na Câmara de Vereadores. Passou pelo jurídico, comissões e deve entrar na pauta de votações nas próximas sessões. *Com informações da Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul