“Quero ser a deputada da causa animal na Alesc”, diz Tânia Larson

“Quero ser a deputada da causa animal na Alesc”, diz Tânia Larson “Quero ser a deputada da causa animal na Alesc”, diz Tânia Larson

Política

Por: Windson Prado

segunda-feira, 07:00 - 05/02/2018

Windson Prado
Ela está em seu primeiro mandato como vereadora de Joinville, fez 2.455 votos em sua estreia na política, e agora ensaia passos largos rumo à capital dos catarinenses. A pedagoga Tânia Larson, 52 anos, quer ser a representante do bem-estar animal na Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina). Integrante do partido Solidariedade (SD), ela é a primeira mulher de Joinville a confirmar pré-candidatura ao próximo pleito, agendado para o dia 7 de outubro deste ano. Para Tânia Larson, é preciso entender a causa animal como uma situação de promoção à saúde das pessoas e dos animais. “A luta dos protetores não se resume apenas aos ‘bichinhos’. Defendemos a vida, seja ela humana ou não. Entendemos que melhorar a qualidade da proteção animal é um desafio não só econômico, mas social, e reflete diretamente na qualidade de vida das pessoas. Infelizmente sempre me deparo com a mesma dificuldade em conscientizar a sociedade da importância do bem-estar animal. Na Assembleia, quero contribuir com projetos e ações para tentar mudar esta realidade”, enfatiza Tânia Larson. A vereadora justifica que é preciso pensar no meio-ambiente e políticas públicas que revertam aos cidadãos. “Sei das dificuldades da sociedade, e que precisamos ajudar as pessoas, mas temos que equilibrar essa política, investindo também no cuidado com o meio-ambiente. Nosso principal objetivo, é promover ações pela castração dos animais sem tutor, que se reproduzem sem qualquer controle pelas ruas das cidades. Reduzindo essa realidade, reduziremos o número de acidentes, atropelamentos, transmissão de doenças, e ainda estaremos adotando uma postura ética com todas as formas de vida e com as gerações futuras. Com esse objetivo que me propus ao legislativo municipal e com esse objetivo iria ao legislativo estadual, para reverter a realidade regional e trazer mais investimentos na área”, explica a pré-candidata. Ela finaliza dizendo que é necessária uma renovação política, tendo por diferencial a honestidade e o foco em um bom trabalho. “A sociedade hoje aguarda anestesiada, e me incluo neste grupo, à espera de melhores governantes e pessoas bem-intencionadas que possam repactuar a confiança do cidadão no político. Precisamos de um país mais honesto e com parlamentares e governantes mais qualificados, para afastarmos de vez a política de utopias falsas e promessas vazias, distanciando os eleitos da demagogia e trabalhando com a realidade”, conclui a vereadora do Solidariedade. Leia mais: Após seis mandatos na Câmara de Joinville, Maurício Peixer deve se candidatar à Alesc “Tenho bons projetos que ainda precisam ser aprovados”, diz Patrício Destro
×