PT de Guaramirim disputará Prefeitura com chapa pura

Política

Por: OCP News Jaraguá do Sul

terça-feira, 04:00 - 15/03/2016

OCP News Jaraguá do Sul
Com três mandatos de vereador e um período de sete meses como prefeito em 2009, quando o Tribunal Regional Eleitoral afastou temporariamente o prefeito eleito no ano anterior (Nilson Bylaardt), acusado de compra de votos, o presidente da Câmara Evaldo João Junckes (PT), patrocinador da ação à época junto à Justiça Eleitoral, diz que o seu partido já bateu o martelo sobre a disputa majoritária desse ano. Sem nenhuma perspectiva de uma aliança com os dois maiores partidos de Guaramirim (PMDB e PSD), a princípio, vai de chapa pura, com ele próprio como candidato a prefeito apoiado por uma nominata de 18 candidatos à Câmara de Vereadores, todos do partido. “Com ou sem alianças, vamos para a eleição”, disse. Entretanto, ele não descarta a presença de outro partido compondo com candidato a vice-prefeito, desde que seja um nome com boa densidade eleitoral. Junckes acredita que a corrida para prefeito em Guaramirim deva ter quatro candidatos. Até recentemente um aliado de peso no governo do prefeito Lauro Frölich (PSD), o PT deixou a coligação vitoriosa na eleição majoritária de 2012 queixando-se de um isolamento do partido pelo Executivo, o que resultou na perda de mais de uma dezena de cargos comissionados na Prefeitura. A decisão de concorrer com chapa pura, se preciso, é reflexo, também, de irreversível reconciliação com Frölich. “Não vamos chorar pelo leite derramado”, disse o vereador, para quem o posicionamento do partido, ao se afastar da Prefeitura, foi uma atitude acertada. “Em nenhum momento tivemos a contrapartida pelo apoio que demos”, afirmou. Outra realidade está na total impossibilidade de composição com o PMDB de Bylaardt visto o episódio protagonizado pelo PT e por Junckes em ação que resultou na perda temporária do mandato do peemedebista e do vice-prefeito, Altair José Aguiar, atual vereador pelo PSD. Ambos foram cassados porque, no entendimento do TRE/SC, com base na denúncia feita, tinham patrocinado viagem ao Beto Carrero World a um grupo de mulheres em plena campanha eleitoral. Depois, a denúncia foi arquivada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
×